2013-12-31

'Diploma de gestão de processos gerenciais vai fazer diferença no meu currículo?' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 31/12/2013, com um ouvinte que está cursando gestão de processos gerenciais e está em dúvida se esse diploma irá agregar muito ao seu currículo.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Diploma de gestão de processos gerenciais vai fazer diferença no meu currículo?'

processos gerenciais

Um ouvinte escreve: "Estou bem empregado e meus superiores apreciam o meu trabalho. Sou técnico em mecatrônica e comecei a fazer um curso de gestão de processos gerenciais, porque sempre tive uma deficiência no tocante à parte administrativa. Como eu temia, não estou gostando nem um pouco do curso. Em parte porque ele é muito teórico, e em parte porque abrange matérias que nada têm a ver com o que faço. Pergunto se esse diploma irá realmente fazer uma grande diferença em meu futuro?"

Começando pelo lado positivo, o curso irá agregar a seu currículo um diploma de nível superior, o que é bom. Porém, curso de gestão de processos gerenciais foi criado com o objetivo de oferecer uma visão geral da gestão de micro e pequenas empresas.

Acontece que a palavra "gerenciais", que está no nome do curso, pode dar, a quem opta por ele, a impressão de que está sendo preparado para assumir uma gerência em uma empresa de maior porte, o que não é verdade. Em minha avaliação, ele é mais um curso para quem quer ser empresário do que para quem deseja construir uma carreira em uma grande empresa, porque nestas as funções são divididas entre vários departamentos.

No seu caso, o curso só terá um efeito concreto se você aprender nele coisas que possam melhorar o trabalho que você já executa. Se nada do que está sendo ensinado em aula pode ser aplicado à sua rotina atual, e se você não pensa em um dia abrir a sua própria empresa, você faria um investimento melhor se optasse por um curso de especialização, para se tornar um técnico ainda mais proficiente e mais apreciado do que já é.

Max Gehringer, para CBN.

2013-12-30

'Poderia me indicar para um bom emprego?' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 30/12/2013, com as duas primeiras regras do networking.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Poderia me indicar para um bom emprego?'

networking

Um ouvinte escreve: "Você já disse muitas vezes que bons empregos são obtidos através de indicações. Pergunto se você poderia me indicar para um?"

Bom, talvez, eventualmente, algum dia, mas não imediatamente. Isso porque você atropelou a regra número dois do chamado networking, o círculo profissional de relacionamentos. A regra número um é semear e cultivar esse círculo. A regra número dois é não chegar já pedindo alguma coisa a alguém que você acaba de conhecer.

Muita gente faz isso quando participa de eventos abertos, aos quais comparecem profissionais que ocupam bons cargos em grandes empresas. Abordar uma dessas pessoas e entregar um currículo na mão dela não funciona, por mais simpático que o profissional abordado possa ter sido e por mais receptivo que ele possa ter parecido.

Perdoe a minha insistência nesse ponto, mas um círculo de relacionamentos pode demorar anos até dar bons frutos. Ele começa com o contato frequente, hoje facilitado pelo correio eletrônico, com ex-colegas de escola e ex-professores.

Mandar a cada uma dessas pessoas um e-mail por mês irá manter o seu nome vivo na lembrança delas. Esse e-mail, porém, não pode ser aquele famoso repasse de piadas, que é enviado a uma longa lista de contatos. São mensagens pessoais, ou cumprimentando pelo aniversário, ou lembrando fatos que vocês viveram juntos. Um dia, quando essa relação estiver bem sedimentada, uma solicitação de ajuda para conseguir um emprego será recebida com simpatia.

E, voltando à regra número dois, você não pode pretender colher os frutos sem ter plantado a árvore.

Max Gehringer, para CBN.

2013-12-27

'Apesar de formada, não consigo emprego na minha área' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 27/12/2013, com uma ouvinte que não consegue um emprego na sua área de formação.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Apesar de formada, não consigo emprego na minha área'

mulher em dúvida

"Estou muito desesperançosa com minha vida profissional", uma ouvinte escreve e conta: "Eu me formei já faz dois anos e até agora não consegui um emprego em minha área. Já entreguei currículos, estou estudando para concursos públicos, mas me sinto mal por ainda não ter ingressado no mercado de trabalho. As pessoas que convivem comigo dizem que sou inteligente, esforçada e criativa, mas me sinto cada vez mais pessimista e angustiada quanto a meu futuro. Penso em fazer um mestrado ou uma segunda graduação, mas não quero começar sem ter a segurança de um emprego para custear meus estudos. Que conselho você poderia dar para alguém como eu, que se vê diante de um mercado que é cruel para com profissionais sem experiência?"

Bom, eu começaria dizendo que o mercado não é cruel, apenas ele tem regras. E uma delas é a de dar preferência nos processos seletivos a profissionais com experiência prática. A segunda constatação é a de que você está considerando seguir o caminho mais comum em situações como a sua, que é adicionar mais diplomas a seu currículo, quando você já sabe que o que falta nele é mão na massa.

O conselho que posso lhe dar é não se sentir prisioneira do curso que você concluiu. Ele é um ponto de partida e não uma linha de chegada. Comece a trabalhar, em qualquer função, em qualquer área, em qualquer setor, com qualquer salário. Sendo inteligente, esforçada e criativa, você terá chances rápidas de progresso se, de fato, demonstrar que possui essas qualidades tão apreciadas pelos empregadores.

Max Gehringer, para CBN.

2013-12-26

'Empresa está na zona de preguiça, mas salário é bom. Saio para ganhar menos ou entro na mediocridade?' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 26/12/2013, com uma ouvinte cujos amigos lhe dizem que está perdendo tempo trabalhando numa empresa burocrática, mas que paga bem.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Empresa está na zona de preguiça, mas salário é bom. Saio para ganhar menos ou entro na mediocridade?'

empresa burocrática

Uma ouvinte escreve: "Trabalho em uma empresa na qual imperam a burocracia, a morosidade e a mediocridade. Qualquer ideia nova é atacada como se fosse um vírus letal. Eu me cansei de oferecer sugestões para modernizar o nosso trabalho, mas nunca consegui emplacar uma só proposta que fosse. A empresa é antiga, tem pouca concorrência e por isso se dá ao luxo de permanecer nessa perigosa zona de preguiça.

Meus amigos me dizem que estou perdendo meu tempo nessa empresa. E eu concordo, mas há um detalhe que não posso desconsiderar: meu salário é bom. Não creio que para fazer o mesmo tipo de trabalho que faço aqui, eu conseguiria uma proposta de outra empresa para ganhar o que ganho atualmente. Esse é o meu dilema. Sair para ganhar menos de imediato, porém com melhores perspectivas de futuro, ou me render à mediocridade e continuar a pagar minhas contas com folga no meu orçamento? O que você poderia me aconselhar?"


Bom, eu lhe aconselho a ser mais cuidadosa com essas pesquisas entre amigos. A não ser que todos eles ganhem mais do que você, o que é bem pouco provável dada a descrição que você fez da situação, a maioria trocaria correndo de lugar com você. Quem não iria querer ganhar mais, sem muito incômodo e sem muita pressão?

Acredito que seus amigos estejam apenas reagindo ao que você diz. E por isso eles concordam que você esteja perdendo tempo, porque essa é a impressão que você mesma está passando. Tente começar a falar somente sobre as coisas boas que a sua empresa lhe oferece e seus amigos lhe dirão que você precisa agradecer aos céus por ter o emprego que tem.

Max Gehringer, para CBN.

2013-12-25

'Gerente quer mostrar serviço, dá palpites e parece que estou sempre me defendendo. O que fazer?' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 25/12/2013, com um ouvinte que é azucrinado por uma gerente que não entende do trabalho, mas fica dando palpites para tentar mostrar serviço.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Gerente quer mostrar serviço, dá palpites e parece que estou sempre me defendendo. O que fazer?'

trabalhador cansado

Um ouvinte escreve: "Trabalho há 7 anos na área de TI. Semanalmente temos uma reunião com participantes de todas as áreas da empresa para discutir aspectos operacionais. Eu represento a minha área nessa reunião e nunca tive problemas, mas agora passei a ter um. Uma gerente de planejamento, contratada faz um par de meses, passou a dar palpites em meu trabalho. Não só no meu, mas no de todas as áreas.

Acredito que ela queira mostrar serviço, mas eu fico irritado só de ouvir as coisas que ela fala, porque o entendimento dela em relação ao trabalho de TI é um zero à esquerda. Se eu apresento um cronograma, por exemplo, ela me questiona o que poderia ser feito para que o tempo pudesse ser encurtado. Eu creio que passo a impressão de que estou sempre me defendendo e não gosto disso, mas não sei como reagir."


Vamos lá. Para começar, não fique irritado, porque a irritação é inimiga da inteligência. Depois de 7 anos em TI, você sabe uma infinidade de coisas que o resto não sabe. O que você precisa fazer é apenas misturar diplomacia e competência. A diplomacia lhe permite evitar conflitos e a competência lhe permite amedrontar a quem fala sem base.

A maneira de fazer isso é passando da situação atual, na qual você somente dá respostas, a uma situação em que você faz perguntas. Se a dita pessoa lhe perguntar algo, elogie a sagacidade dela e devolva com outra pergunta, utilizando termos técnicos. Se ela lhe pedir para simplificar, faça outra pergunta, simplificando um pouco, mas não muito. Rapidamente a pessoa perceberá que há outras pessoas mais fáceis de azucrinar na reunião e deixará você em paz.

Max Gehringer, para CBN.

2013-12-24

'Quero ir para o turno diurno, mas não há vagas. Devo procurar outro emprego?' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 24/12/2013, com um ouvinte que trabalha no setor de logística no período noturno e quer ir para o turno diurno, onde há mais oportunidades de carreira.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Quero ir para o turno diurno, mas não há vagas. Devo procurar outro emprego?'

turno noturno

Um ouvinte escreve: "Trabalho no turno da noite no setor de logística, na parte operacional. Estou me formando em Gestão de Logística e terminando um curso de inglês. E já cansei de pedir a meu supervisor uma transferência para o turno diurno, porque todos os que são promovidos trabalham de dia. Meu supervisor me respondeu que no momento não é possível me transferir, porque não há vagas de dia. E pergunto se devo continuar insistindo ou procurar outro lugar para trabalhar?"

Vamos lá. Existem profissionais que preferem o turno noturno, porque nele a aporrinhação é menor. Mas a noite não faz bem para quem tem ambições imediatas na carreira, como você. Há uma velha frase que diz: "De dia, todos os santos estão no altar": o presidente, os diretores, os gerentes e todos os querubins dos órgãos de apoio. As reuniões importantes acontecem de dia e todas as decisões estratégicas são tomadas de dia.

O turno da noite é muito importante, mas é limitado ao trabalho operacional, como o que você executa. O seu supervisor não defende a sua causa com mais veemência porque ele sabe que é difícil encontrar bons profissionais que se disponham a trabalhar somente a noite.

Por isso, minha sugestão é: peça uma transferência para qualquer setor no turno diurno, mesmo que seja em outra área ou em outra função. Assim, você poderá ser notado por quem decide. E há bem mais gente que decide trabalhando de dia. Se a transferência lhe for negada, parta para o plano B: comece a procurar outro emprego, não necessariamente no setor de logística, mas em uma empresa forte em logística.

Max Gehringer, para CBN.

2013-12-23

'Devo me manifestar para entrar no plano de carreira da empresa?' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 23/12/2013, com uma ouvinte que está em dúvida se a empresa dela tem ou não um plano de carreira para ela.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Devo me manifestar para entrar no plano de carreira da empresa?'


Uma ouvinte escreve: "Quando ingressei nesta empresa, há 2 anos, fiquei entusiasmada com a informação de que haveria um plano de carreira para mim. Pois bem. Até hoje ninguém conversou comigo sobre um plano de carreira formal. O que existe é uma avaliação semestral de desempenho. E no rodapé dela eu posso escrever o que eu gostaria que me acontecesse em curto e médio prazo. Por exemplo, se quero ficar onde estou, se desejo mudar de área, se tenho interesse em fazer algum curso ou se espero uma promoção. Devo entender que isso é o propalado 'plano de carreira' a que a empresa se referiu quando da minha contratação?"

Não. Um plano de carreira não é uma manifestação unilateral de vontades do funcionário. É um documento muito mais específico, em que o funcionário e a empresa começam concordando com uma direção a ser seguida. Depois são discriminados os cursos a serem feitos, os aspectos comportamentais a melhorar, se esse for o caso, e um cronograma aproximado de quando as coisas irão acontecer na prática.

O que provavelmente sucedeu no seu caso, e vem sucedendo em muitas empresas, é que o longo prazo está se tornando cada vez mais curto. A situação muda com tal frequência que a empresa prefere somente saber o que cada funcionário espera, em vez de se arriscar a assumir um compromisso formal que poderá não vir a se materializar.

O importante é que você não deixe claramente de manifestar, mesmo que seja no rodapé do funcionário, tudo o que você espera e para quando você espera. Se a empresa tem os motivos dela para se omitir, você tem os seus para não ser omitida.

Max Gehringer, para CBN.

2013-12-20

As incríveis e sombrias ilustrações de fantasia de Peter Mohrbacher

Peter Mohrbacher é um artista americano que produz incríveis ilustrações de fantasia, que servem especialmente para a indústria de entretenimento, sobretudo card games (o artista tem vários trabalhos para a Wizards of the Coast, com muitas ilustrações para Magic: The Gathering).

Com um ar soturno e sombrio, as ilustrações de Peter Mohrbacher nos apresentam mundos fantásticos onde a magia está longe de ser clara e brilhante, mas muito mais crua e violenta, onde os raios de sol parecem desvanecer frente a uma escuridão medieval, onde demônios, anjos e outras criaturas grandiosas usam os pobres seres humanos como meros joguetes de suas vontades.

Vejam as incríveis e sombrias ilustrações de fantasia de Peter Mohrbacher:


Peter Mohrbacher deviantart ilustrações fantasia sombria card games magic gathering anjos

Erebos, God of Death (Deus da Morte)

Peter Mohrbacher deviantart ilustrações fantasia sombria card games magic gathering anjos

Dreg Mangler (Desmembrador de Escória) - card de Magic: The Gathering

Peter Mohrbacher deviantart ilustrações fantasia sombria card games magic gathering anjos

Valley of Mists (Vale das Névoas)

Peter Mohrbacher deviantart ilustrações fantasia sombria card games magic gathering anjos

Wake (Acorde)

Peter Mohrbacher deviantart ilustrações fantasia sombria card games magic gathering anjos

Condenado

Peter Mohrbacher deviantart ilustrações fantasia sombria card games magic gathering anjos

Animar, Soul of Elements (Alma dos Elementos) - card de Magic: The Gathering

Peter Mohrbacher deviantart ilustrações fantasia sombria card games magic gathering anjos

Leliel, Angel of Night (Anjo da Noite)

Peter Mohrbacher deviantart ilustrações fantasia sombria card games magic gathering anjos

Mercy (Piedade)

Peter Mohrbacher deviantart ilustrações fantasia sombria card games magic gathering anjos

Blood Scrivener (Escrivão de Sangue) - card de Magic: The Gathering

Peter Mohrbacher deviantart ilustrações fantasia sombria card games magic gathering anjos

City on a Hill (Cidade em uma Colina)

Peter Mohrbacher deviantart ilustrações fantasia sombria card games magic gathering anjos

Fiefdom of Angels (Feudo dos Anjos) - capa para quadrinho de mesmo nome

Peter Mohrbacher deviantart ilustrações fantasia sombria card games magic gathering anjos

Simikiel, Angel of Vengeance (Anjo da Vingança)

Peter Mohrbacher deviantart ilustrações fantasia sombria card games magic gathering anjos

Sire of Insanity (Senhor da Insanidade) - card de Magic: The Gathering

Peter Mohrbacher deviantart ilustrações fantasia sombria card games magic gathering anjos

Uriel, Angel of Flame (Anjo das Chamas)

Peter Mohrbacher deviantart ilustrações fantasia sombria card games magic gathering anjos

Crude Asassin (Assassino Bruto)

Peter Mohrbacher deviantart ilustrações fantasia sombria card games magic gathering anjos

Sky Hook (Gancho Celestial)

Peter Mohrbacher deviantart ilustrações fantasia sombria card games magic gathering anjos

Bloodgift Demon (Demônio Oferta de Sangue) - card de Magic: The Gathering

Peter Mohrbacher deviantart ilustrações fantasia sombria card games magic gathering anjos

Killing-glare (Olhar Assassino) - card de Magic: The Gathering

Peter Mohrbacher deviantart ilustrações fantasia sombria card games magic gathering anjos

Tristan x Isolde (Tristão e Isolda)

Peter Mohrbacher deviantart ilustrações fantasia sombria card games magic gathering anjos

Midnight Recovery (Recuperação da Meia-noite) - card de Magic: The Gathering

Peter Mohrbacher deviantart ilustrações fantasia sombria card games magic gathering anjos

Tibalt, the Fiend-Blooded (O Demônio Sanguinário) - card de Magic: The Gathering

Imagens via perfil de Peter Mohrbacher no DeviantArt. Dica via Supersonic Eletronic - Peter Mohrbacher.

'Meu relacionamento com a coach contratada pela empresa não é bom. Sou sensível demais?' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 20/12/2013, com um ouvinte que está com problemas no relacionamento com a coach contratada pela empresa.

Áudio original disponível no site da CBN. E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Meu relacionamento com a coach contratada pela empresa não é bom. Sou sensível demais?'

coaching

Um ouvinte escreve: "Minha empresa contratou uma consultoria de coaching individual. Não sei se precisávamos disso, mas se a empresa achou que sim, só me cabe aceitar. O problema é que o meu relacionamento com a coach que me foi destinada não tem sido dos melhores. Tenho a impressão de que ela fica me forçando a reconhecer que tenho defeitos.

Como ela mesma disse,
'todos nós temos nossos defeitos e é somente a partir da aceitação deles que um trabalho de coaching se torna efetivo'. Em momento algum, entretanto, ela abriu uma conversa sobre minhas eventuais qualidades. Estou começando a desconfiar que me expor demais ou aceitar algum rótulo poderá mais me prejudicar do que contribuir para a minha melhoria. Pergunto se por acaso estou sendo sensível demais?"

Bom, um processo desse tipo levará a um relatório que a sua diretoria irá ler. Se você se mostrar defensivo, esse será o rótulo que constará em sua avaliação. E ele é negativo. Então, já que você não pode cancelar o baile, o melhor é dançar conforme a música.

Evite o confronto, escolhendo um ponto a melhorar. Por exemplo, como parece ser o caso, que você tem baixa resistência a críticas. A partir daí, a sua coach elaborará um programa para você se tornar mais receptivo a opiniões contrárias às suas. Você seguirá os passos do programa e no relatório final a sua coach escreverá que o seu maior problema foi resolvido e acrescentará que você foi bastante cooperativo.

Pronto! Ela ficará feliz, a sua empresa também e você terá aprendido alguma coisa. Qualquer outra atitude lhe dará mais trabalho e lhe trará mais aborrecimentos.

Max Gehringer, para CBN.

2013-12-19

A linda cosplayer Lady Shizuka

A usuária do DeviantArt Lady Shizuka, também conhecida como Priestess Shizuka, é uma bela jovem polonesa cuja paixão são os cosplays. Exibindo em suas personagens ao mesmo tempo força e sensualidade, mas sem perder a ternura, a beleza de Lady Shizuka nos faz querer entrar ainda mais nos mundos fantasiosos dos games/animes/mangás em que ela faz cosplay.

Vejam a linda cosplayer Lady Shizuka:


Priestess Lady Shizuka deviantart cosplay linda mulher games

Priestess Lady Shizuka deviantart cosplay linda mulher games

Priestess Lady Shizuka deviantart cosplay linda mulher games

Priestess Lady Shizuka deviantart cosplay linda mulher games

Priestess Lady Shizuka deviantart cosplay linda mulher games

Priestess Lady Shizuka deviantart cosplay linda mulher games

Priestess Lady Shizuka deviantart cosplay linda mulher games

Aya Brea - Parasite Eve - The 3rd Birthday

Priestess Lady Shizuka deviantart cosplay linda mulher games

Priestess Lady Shizuka deviantart cosplay linda mulher games

Priestess Lady Shizuka deviantart cosplay linda mulher games

Priestess Lady Shizuka deviantart cosplay linda mulher games

Aya Brea - Parasite Eve - The 3rd Birthday - damaged version

Priestess Lady Shizuka deviantart cosplay linda mulher games

Priestess Lady Shizuka deviantart cosplay linda mulher games

Priestess Lady Shizuka deviantart cosplay linda mulher games

Priestess Lady Shizuka deviantart cosplay linda mulher games

Priestess Lady Shizuka deviantart cosplay linda mulher games

Priestess Lady Shizuka deviantart cosplay linda mulher games

Kainé - NIER

Priestess Lady Shizuka deviantart cosplay linda mulher games

Priestess Lady Shizuka deviantart cosplay linda mulher games

Priestess Lady Shizuka deviantart cosplay linda mulher games

Ada Wong - Resident Evil 4

Priestess Lady Shizuka deviantart cosplay linda mulher games

Priestess Lady Shizuka deviantart cosplay linda mulher games

Priestess Lady Shizuka deviantart cosplay linda mulher games

Priestess Lady Shizuka deviantart cosplay linda mulher games

C.C - Code Geass

Imagens via perfil de Lady Shizuka no DeviantArt.

Blog Widget by LinkWithin