2012-05-31

'Peguei dois ônibus, esperei mais de uma hora e empresa cancelou entrevista' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 31/05/2012, com uma ouvinte que foi fazer uma entrevista de emprego, mas foi ignorada e desrespeitada na empresa, comprovando que a portaria ou recepção é o retrato da empresa.

Áudio original disponível no site da CBN (link aqui). E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Peguei dois ônibus, esperei mais de uma hora e empresa cancelou entrevista'

desrespeito funcionário

Uma ouvinte escreve: "Fui convocada para uma entrevista em uma empresa. Cheguei dez minutos antes da hora marcada e me pediram para aguardar na recepção. Ali havia só quatro cadeiras e todas estava ocupadas. Fiquei em pé durante uns vinte minutos, até que uma cadeira vagou e pude me sentar. E esperei. Fiquei quase uma hora esperando. E finalmente perguntei à atendente da recepção se havia algum problema com a pessoa que iria me entrevistar. Ela ligou para o ramal e me respondeu que a pessoa estava ocupada, mas me atenderia assim que pudesse. Esperei mais meia hora e finalmente fui comunicada de que a pessoa não iria poder me entrevistar naquele dia. A atendente me disse que alguém me ligaria para remarcar.

Sai arrasada. Tive que pegar dois ônibus para ir a essa entrevista, não me ofereceram nem um copo d'água enquanto eu esperava, e nem me foi explicado porque alguém marca uma hora e simplesmente não honra o compromisso. Desculpe o desabafo, mas nunca me senti tão desrespeitada. E o pior é que o site dessa empresa fala em 'respeito ao ser humano'."


Muito bem. Eu começaria dizendo que uma empresa que trata candidatos como você foi tratada está passando um recado bem claro: não venha trabalhar conosco, porque, se você vier, vai se arrepender. São empresas que não estão preocupadas com a satisfação dos funcionários, e deixam isso evidente a partir da recepção.

Você não perdeu uma vaga. Você ganhou uma referência para avaliar o tipo de empresa na qual não vale a pena trabalhar. Se isso lhe serve como consolo, as mesmas pessoas que fizeram você passar por duas horas de desconforto, sentem-se desconfortáveis todos os dias.

Max Gehringer, para CBN.

As ilustrações de mundos distópicos e surreais de Alex Andreyev

Recentemente, num post anterior falei sobre o trabalho do artista russo Alex Andreyev, mostrando a sua série Metronomicon, em que ele inseria digitalmente elementos de terror em imagens dos subterrâneos dos metrôs. Entretanto, nem todos os trabalhos do artista são sombrios e macabros como aquela série. As imagens deste post são uma prova disso.

As ilustrações de Andreyev mostram mundos surreais, onde as pessoas vivem imersas em ambientes que consideraríamos absurdos, mas que lhes parecem normais. Além disso, muitas dessas ilustrações parecem se passar em futuros distópicos, talvez em outros planetas similares, mas diferentes da Terra, como se fizessem parte de alguma ficção científica.

Vejam as ilustrações de mundos distópicos e surreais de Alex Andreyev:

alex andreyev ilustrações surreais mundos distópicos futuro ficção científica

"Utopia" - Cidades nas cascas de gigantescas tartarugas voadoras.

alex andreyev ilustrações surreais mundos distópicos futuro ficção científica

"Agosto" - Mês de verão no hemisfério norte, com crianças e moças de roupa de banho aproveitando a queda livre até a água.

alex andreyev ilustrações surreais mundos distópicos futuro ficção científica

"Cruzamento" - Um pôr do sol sobre as nuvens, num clima que lembra o interior.

alex andreyev ilustrações surreais mundos distópicos futuro ficção científica

Uma gigantesca âncora.

alex andreyev ilustrações surreais mundos distópicos futuro ficção científica

"Cidade Sombria" - Megalópole flutuante.

alex andreyev ilustrações surreais mundos distópicos futuro ficção científica

"Sob nuvens em 7 de Novembro" - Máquinas voadoras que se sustentam com balões e nuvens.

alex andreyev ilustrações surreais mundos distópicos futuro ficção científica

"Circo voador".

alex andreyev ilustrações surreais mundos distópicos futuro ficção científica

"Altura".

alex andreyev ilustrações surreais mundos distópicos futuro ficção científica

"Julho" - Dinossauros com cabeça de luz como postes de iluminação.

alex andreyev ilustrações surreais mundos distópicos futuro ficção científica

"Medusa" - Uma gigantesca medusa mecanizada voadora.

alex andreyev ilustrações surreais mundos distópicos futuro ficção científica

"Origem dos tipos" - Um helicóptero cujas hélices são gigantescas patas, como uma aranha.

alex andreyev ilustrações surreais mundos distópicos futuro ficção científica

"Estação consolidada" - Semáforos nas nuvens.

alex andreyev ilustrações surreais mundos distópicos futuro ficção científica

"Jardins trilhados" - Ilhas voadoras bucólicas.

alex andreyev ilustrações surreais mundos distópicos futuro ficção científica

"Asteroides" - Com pequenas casas que lembram uma favela futurista distópica.

alex andreyev ilustrações surreais mundos distópicos futuro ficção científica

"Conversa".

alex andreyev ilustrações surreais mundos distópicos futuro ficção científica

"Linhas aéreas".

alex andreyev ilustrações surreais mundos distópicos futuro ficção científica

"Ano novo" - enforcado com balões no estilo UP.

alex andreyev ilustrações surreais mundos distópicos futuro ficção científica

"Segunda invasão dos marcianos" - Veículos gigantes com pernas caçando pelas ruas.

alex andreyev ilustrações surreais mundos distópicos futuro ficção científica

"Super cargueiros" - Uma menina segurando peixes e super cargueiros flutuantes como se fossem balões.

Imagens via deviantArt de Alex Andreyev.

2012-05-30

As belas pinturas de mulheres de Damian Klaczkiewicz

Com exceção de seus trabalhos, informações sobre o artista polonês Damian Klaczkiewicz são um tanto escassas. Bem, se for verdade que você conhece uma pessoa não pelo que sai de sua boca, mas pelos seus atos, e se trabalhos artísticos forem um melhor meio de expressão, então podemos dizer que conhecemos um pouco de Klaczkiewicz.

Usando acrílico sobre tela, o artista produz belas pinturas de mulheres. Destaque para a composição e pose das modelos nas telas, que mesmo em pinturas comportadas, exalam um toque de sensualidade latente.

Vejam as belas pinturas de mulheres de Damian Klaczkiewicz:

Damian Klaczkiewicz pinturas mulheres

Mulher esperando no bar.

Damian Klaczkiewicz pinturas mulheres

Vestido branco.

Damian Klaczkiewicz pinturas mulheres

Deitada de costas.

Damian Klaczkiewicz pinturas mulheres

Vergonha.

Damian Klaczkiewicz pinturas mulheres

Deitada no chão em posição fetal.

Damian Klaczkiewicz pinturas mulheres

Linda.

Damian Klaczkiewicz pinturas mulheres

Damian Klaczkiewicz pinturas mulheres

Peles.

Damian Klaczkiewicz pinturas mulheres

Damian Klaczkiewicz pinturas mulheres

Vestido azul.

Damian Klaczkiewicz pinturas mulheres

Damian Klaczkiewicz pinturas mulheres

Vermelho.

Damian Klaczkiewicz pinturas mulheres

Damian Klaczkiewicz pinturas mulheres

Damian também produz pinturas mais eróticas, em que não se poupa mostrar as partes femininas. Reuni alguns destes trabalhos do artista, somente para maiores, neste outro post no Andarilho NSFW - As eróticas e sensuais pinturas de mulheres de Damian Klaczkiewicz.

Imagens via 2photo.ru e Tutt'Art. Dica via Art For Adults - Damian Klaczkiewicz.

'Acredito que minha carreira não sairá do lugar se eu continuar na empresa' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 30/05/2012, com um ouvinte que está há dois anos em uma empresa e não vê possibilidade de avançar na carreira dentro dela.

Áudio original disponível no site da CBN (link aqui). E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Acredito que minha carreira não sairá do lugar se eu continuar na empresa'

carreira subindo escada

"Estou há quase dois anos nesta empresa", um ouvinte escreve, "e já me convenci de que minha carreira não sairá do lugar se eu continuar aqui. Quando aceitei o emprego, comecei cheio de gás, porque a empresa havia me acenado com possíveis oportunidades de crescimento profissional. Só que nada aconteceu. Meu serviço é burocrático, chato e sem desafios. Tenho colegas que fazem a mesma coisa que eu, mas eles me parecem meio acomodados, e por isso insistem que a empresa é boa, o salário é decente e o ambiente não poderia ser melhor. Será que chegou a hora de partir para outra ou estou sendo precipitado?"

Vamos lá. Uma carreira não é uma linha reta ascendente. Ela é feita de descidas e subidas, de curvas, desvios e, não raramente, de pausas. Você parece estar vivendo um desses períodos de pausa, que normalmente dão a impressão de estagnação. Você se sente como se estivesse desperdiçando não apenas o seu talento num trabalho simples demais, como também o seu tempo, já que poderia estar em outra empresa que lhe oferecesse possibilidades mais rápidas de crescimento.

Se você acredita que já esgotou todas as opções dentro da empresa atual, só lhe aconselho a não pedir a conta antes de conseguir outro emprego.

Mas, antes disso, pense um pouco. Não é meio estranho o fato de que todos os seus colegas, sem exceção, sejam profissionais acomodados? Será que eles não estão vendo, tanto no serviço quanto na empresa, algo que você não está? Será que as promoções não demoram mais nessa empresa porque ela é comedida? Compare bem os motivos que levam os seus colegas a ficar, com os motivos que você vê para sair. Não estou afirmando que você está enganado, mas apenas sugerindo que talvez sim, você possa estar se precipitando.

Max Gehringer, para CBN.

Filme: Eu Receberia as Piores Notícias dos Seus Lindos Lábios

"Eu Receberia as Piores Notícias dos Seus Lindos Lábios" é um dos títulos mais românticos que eu já vi. Não um romantismo à lá Hollywood, cheio de melosidade e frufrus. Mas de um romantismo mais pragmático, mais real. Dito isso, o filme que leva este título, baseado no romance de mesmo nome, de Marçal Aquino (que eu não li, mas que depois de ver o filme, pretendo ler), é um retrato de um romantismo não só mais pragmático, mas também mais realista e até, por que não, cínico. É, sem dúvida, um excelente filme, que peca em alguns momentos, mas que não perde seu brilho por causa desses erros.

filme eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios poster cartaz camila pitanga

Eu Receberia as Piores Notícias dos Seus Lindos Lábios traz o triângulo amoroso entre o fotógrafo Cauby (Gustavo Machado), Lavínia (Camila Pitanga) e seu esposo e pastor Ernani (Zé Carlos Machado), numa pequena cidade no Pará, envolvida em conflitos de terra. Contado de maneira não linear, o filme foca-se mais na história de Lavínia, cujo passado se desdobra para o espectador através de flashbacks. Este passado, na qual conheceu seu marido, tem vital importância para entender as ações e reações de Lavínia no presente, no que diz respeito ao seu envolvimento amoroso com Cauby. O filme, entretanto, muito acertadamente não mastiga tudo para o espectador. Assim, quando no começo vemos os primeiros encontros de Cauby e Lavínia, não entendemos algumas finas reações dela, como o persistente olhar de tristeza e culpa. Mas que acabam sendo perfeitamente compreensíveis depois de revelado seu passado com Ernani.

filme eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios camila pitanga

Mesmo que Gustavo Machado e Zé Carlos Machado exibam ótimas atuações, eles são ofuscados pelo trabalho de Camila Pitanga. Entregue de corpo e alma à sua personagem (e, permitam-me abrir um parêntese, que corpo!), Pitanga vai naturalmente de um extremo a outro, do fundo do poço (no seu passado), passando por uma felicidade sempre meio ameaçada (no presente), até, enfim, chegar ao final, em que demonstra uma atuação ao mesmo tempo poderosa e delicada. E isso tudo sem mencionar as cenas de nudez e sexo, que, junto com a beleza da atriz, são extremamente lindas. (Apesar da melhor cena dela, na minha opinião, nem envolver nudez, que é quando ela tem "expulsos os seus demônios".)

Eu Receberia as Piores Notícias dos Seus Lindos Lábios tem dois problemas. O primeiro é a inclusão de questões sociais no filme, que apesar de serem parte importante na trama, têm cenas que não sem encaixam bem, quase como estivessem ali para doutrinar o espectador. Por exemplo, a cena em que Cauby e Lavínia estão voltando de um passeio em uma canoa e se deparam com um grande navio carregador de madeira vazio, e então o navio é tomado por habitantes locais, acaba soando não só inverossímil, mas também inorgânica na narrativa. Muito melhor são as tomadas aéreas, que mostram o cenário da Amazônia com locais de extração de madeira como buracos no meio da natureza, uma maneira bem mais sutil e elegante de mostrar essas questões, do que colocar no meio da narrativa, um discurso sobre uma lei que afeta os habitantes locais.

filme eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios camila pitanga

O outro problema de Eu Receberia as Piores Notícias dos Seus Lindos Lábios é a quantidade de fade ins e fade outs (o escurecimento da tela, entre as cenas) usado no filme. Além de não ser exatamente a maneira mais sutil de mostrar elipses de tempo, esse recurso acaba exacerbando o caráter episódico da narrativa, como se estivéssemos vendo não um filme único e coeso, mas episódios interligados de uma série.

Se esses problemas diminuem um pouco o filme Eu Receberia as Piores Notícias dos Seus Lindos Lábios, eles não são suficientes para sobrepor às qualidades da película dirigida por Beto Brant e Renato Ciasca, que também co-escrevem o roteiro junto com o autor do livro que originou o filme, Marçal Aquino. Eles, e todos do elenco, podem ficar tranquilos quanto ao filme: não são notícias ruins.

Trailer:



Para saber mais: crítica no Cinema em Cena e no Omelete.

2012-05-29

Batalhas, monstros e demônios nas ilustrações de mundos de fantasia de Mateusz Ozminski

Mateusz Ozminski, também conhecido como artozi é um artista polonês que cria ilustrações digitais de mundos de fantasia. São artes conceituais, que mostram mundos surreais e fantasiosos em que monstros, demônios, guerreiros e outros seres constantemente brigam pela sobrevivência.

Vejam:

Mateusz Ozminski artozi-deviantart ilustrações fantasia

"Anjo negro" - Aço e fogo.

Mateusz Ozminski artozi-deviantart ilustrações fantasia

"Centopéia" - morta por uma guerreira.

Mateusz Ozminski artozi-deviantart ilustrações fantasia

"Lorde Demônio"

Mateusz Ozminski artozi-deviantart ilustrações fantasia

"Vôo do dragão"

Mateusz Ozminski artozi-deviantart ilustrações fantasia

"Presente para os deuses"

Mateusz Ozminski artozi-deviantart ilustrações fantasia

"O Barqueiro"

Mateusz Ozminski artozi-deviantart ilustrações fantasia

"Dragãozinho"

Mateusz Ozminski artozi-deviantart ilustrações fantasia

"Colombo nórdico" - Um barco viking contra monstros marinhos gigantescos.

Mateusz Ozminski artozi-deviantart ilustrações fantasia

"Lado oeste" - Um velho oeste muito mais perigoso.

Mateusz Ozminski artozi-deviantart ilustrações fantasia

"Anão madafaka"

Mateusz Ozminski artozi-deviantart ilustrações fantasia

"Bomba de amor da floresta" - Uma elfa e um pequeno dragão.

Mateusz Ozminski artozi-deviantart ilustrações fantasia

"Rodeio frenético"

Mateusz Ozminski artozi-deviantart ilustrações fantasia

"Desafio samurai 1"

Mateusz Ozminski artozi-deviantart ilustrações fantasia

"Desafio samurai 2"

Mateusz Ozminski artozi-deviantart ilustrações fantasia

"Laços selvagens" - Uma guerreira e seu réptil.

Mateusz Ozminski artozi-deviantart ilustrações fantasia

"Sharkon" - Criatura alada.

Mateusz Ozminski artozi-deviantart ilustrações fantasia

"Sorriso" - Um perverso orc.

Mateusz Ozminski artozi-deviantart ilustrações fantasia

"Szabelek" - Sangue e aço tinindo.

Mateusz Ozminski artozi-deviantart ilustrações fantasia

"Formação tribal"

Imagens via deviantArt de Mateusz Ozminski a.k.a. artozi. Dica via The Design Inspiration - The Samurai Challenge.
Blog Widget by LinkWithin