2012-09-20

'Optei pela faculdade mais barata e tenho menos conhecimento que meus colegas' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 20/09/2012, sobre educação e faculdades baratas.

Áudio original disponível no site da CBN (link aqui). E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Optei pela faculdade mais barata e tenho menos conhecimento que meus colegas'

educação

Um ouvinte escreve: "Eu me formei em Administração e fiz a faculdade que meus recursos me permitiram pagar. Ou seja, eu não tinha dinheiro e optei pela mais barata. Agora, um ano depois de me formar, percebo que meus colegas de trabalho que estudaram em faculdades mais conceituadas, sabem muito mais do que eu no campo teórico. Eles sabem, por exemplo, analisar um balanço, e eu não, porque me lembro de ter tido apenas uma ou duas aulas sobre esse tema. A minha pergunta é: o que eu faço? Repito o mesmo curso que já fiz, só que em outra faculdade que possa me dar mais conhecimentos e melhorar o meu currículo? Essa seria uma decisão inteligente?

Bom, o que você diz pode ser constatado nas provas do ENADE. Há faculdades que ensinam mais e preparam melhor os seus alunos. Porém, para um jovem que não consegue vaga no vestibular de uma universidade pública e nem tem dinheiro para pagar uma universidade privada onerosa, estudar onde for possível ainda é muito melhor do que não estudar.

Eu não creio que refazer a faculdade seja a melhor decisão. Há outras opções mais razoáveis e mais rápidas. Você pode resolver parte do problema fazendo uma pós-graduação na área do seu interesse. Pode também fazer cursos de curta duração em matérias específicas, que você considera seus pontos mais fracos. Ou pode até estudar por conta. Há sites na internet que ensinam como analisar um balanço, para mencionar um exemplo que você mesmo deu.

Além de tudo isso, uma sugestão que lhe dou é a de não desenvolver um complexo de inferioridade acadêmica. Não atribua uma importância exagerada ao curso feito, nem ao que você deixou de aprender nele. Apenas aceite que seu aprendizado será feito em duas etapas e que você irá gastar agora o que economizou antes.

Max Gehringer, para CBN.

1 comment:

Ana P. said...

na faculdade eu aprendi que o ensino é 50% a faculdade, 50% o aluno. se ele percebia que o que ele aprendia em aula não era suficiente, pq não correu atrás na época, sabe?

não é porque a faculdade não te exige que vc tb vai deixar de ser exigente consigo mesmo.

sei lá. eu acho assim.

Blog Widget by LinkWithin