2012-09-07

'Não fiquei amiga da gerente e acabei subitamente demitida. Fiz algo errado?' - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para a rádio CBN, do dia 07/09/2012, com a história de uma ouvinte que não fez amizade íntima com a nova gerente e acabou desempregada.

Áudio original disponível no site da CBN (link aqui). E se você quiser ler os comentários anteriores do Max Gehringer, publicados aqui, basta clicar neste link.

/===================================================================================

'Não fiquei amiga da gerente e acabei subitamente demitida. Fiz algo errado?'

fofoca escritório

"Preciso de sua opinião", uma ouvinte escreve. "Eu trabalhei sete anos em uma empresa sem ter tido qualquer problema. Faz um ano, foi contratada uma nova gerente para o meu setor. Eu continuei a fazer o meu trabalho normalmente, mas hoje entendo que dei uma vacilada. Algumas colegas minhas se aproximaram dessa gerente e criaram com ela uma relação mais cordial. Essas coisas de conversar sobre tudo, incluindo assuntos pessoais. Eu imaginava que o importante era mostrar o meu trabalho e fiquei na minha. Mas descobri tarde demais que a gerente apreciava bastante essas amizades artificiais. O resultado é que um dia, inesperadamente fui demitida. A gerente só me disse que o setor seria reestruturado e eu sobrei. Estou desempregada faz três meses e estou em dúvida se realmente fiz algo errado, que não devo fazer num próximo emprego."

Bom, eu lhe diria que você fez tudo certo, exceto, talvez, avaliar com mais cuidado o risco de se colocar à margem de uma situação que deve ter levado alguns meses até se consolidar. As suas colegas entenderam melhor e mais rapidamente que você, o estilo da nova gerente, e se adaptaram a ele, enquanto você se tornou uma ave estranha num ninho de maritacas. Supondo que a história da reestruturação tenha um fundo de verdade, a gerente preferiu ficar com a companhia das aves que gorjeavam como ela.

O que você deve fazer em um próximo emprego é avaliar se o seu modo de ser e de agir condiz com o ambiente em que você está. Se não estiver, cabe a você decidir se quer se adaptar ou se prefere procurar um ambiente mais compatível com seus valores.

Não me parece que a sua gerente tenha agido 100% profissionalmente em seu caso. Mas também não me parece que você tenha feito alguma tentativa para impedir que uma situação anunciada chegasse ao ponto de ruptura. O mercado de trabalho é constituído por gente, e por isso, não é perfeito. Mas é previsível.

Max Gehringer, para CBN.

No comments:

Blog Widget by LinkWithin