2008-05-31

Aquisições de hoje

Ontem saiu o salário, então resolvi aproveitar o único fim de semana, em um mês, que terei um dinheirinho pra gastar. =) E olha só o resultado:


Primeiro fui nas Americanas, porque tinha visto uma propaganda na TV que estavam com uma promoção de DVDs. Esperava comprar apenas O Fabuloso Destino de Amélie Poulain (filme que inclusive rendeu um pequeno post ano passado.) que eu achava que tinha visto na propaganda da tv.

Infelizmente, não o achei, mas sabe como é, promoção de DVDs, 12,50 cada um...

Acabei comprando Tropa de Elite (também, por esse precinho, mais barato até que os piratões), que já tinha visto no cinema, mas que comprei pra: 1 - prestigiar o cinema nacional (pelo menos o cinema que é bom), e eu gostei do filme; e 2 - pra ver os extras. Mesmo que sejam poucos (segundo a capa, só trailers e entrevistas de interessante), eu só compro DVD que tenha extra.

Se o DVD não tem extra, eu acho que estou sendo roubado, sei lá. E se for pra ser roubado, prefiro eu roubar, baixando o filme.

Uma exceção que eu abri foi pro outro DVD que comprei, O Feitiço de Áquila. O DVD é bem cru, só tem o trailer de cinema. Mas comprei ele por saudosismo, afinal o filme sempre passava nas sessões da tarde da vida, mas eu nem lembro como era, só que gostava. Enfim, como o filme é antigo, também fica meio chato de achar um torrent com bons seeds. E ver o Matthew Broderick novinho, "segurando vela" entre o casal apaixonado, é muito bom.


O último DVD que peguei foi Moça com Brinco de Pérola. Pra falar a verdade, esse foi por impulso, mesmo. Vi a Scarlett Johansson na capa, e peguei. Hehehe, na verdade, já tinha ouvido algumas boas críticas ao filme, mas a Scarlett foi a razão principal da compra...

E por fim, uma caixa de bombons, afinal é fim de semana! =)

E com o último suspiro da carteira, sai da Americanas e fui na livraria. Esperava encontrar o livro Ensaios de Amor, tudo por causa deste post da K., hehe. Infelizmente, chegando lá, tinha esquecido o nome do livro e o nome do autor...

Como não ia abordar o vendedor da loja com algo do tipo: "ei, você sabe o blog Incompletudes, da K., naquele post do livro...", resolvi dar uma olhada pra ver se algo me chamava a atenção. Achei esse livro, o Serial Killer - Louco ou Cruel, que já tinha "namorado" em uma outra vez. Então, resolvi levar dessa vez.

Citando o site do livro (grifo meu):

A primeira parte de seu livro é dedicada a entrar nesse universo e dissecá-lo por inteiro, com a vantagem de ser inteligível tanto para leigos como para as ciências de Criminologia, Direito, Psiquiatria ou a Psicologia. Depois de oferecer ao leitor as bases para compreender o título que deu a obra – afinal, um serial killer é louco, cruel ou ambas as coisas? – A autora descreve os detalhes de 16 casos famosos, todos eles absolutamente eletrizantes. Ao acompanhar o leitor à cena de cada um dos crimes bárbaros cometidos por serial killers, Ilana Casoy age com rigor e precisão cirúrgica, mas se abstém de julgamentos - que deixa para esse mesmo leitor. Isso eleva a qualidade de sua obra, ampliando suas possibilidades de uso acadêmico.

Foi principalmente pela parte destacada que eu comprei o livro.

Bem, agora me dêem licença, que eu tenho muita coisa pra ler e assistir. =D

A garota do relógio

The Clocktower, a torre do relógio, é simplesmente lírico. Trabalho de conclusão de curso da artista Cara Antonelli na Rigling College of Art and Design, The Clocktower é tocante, ao mesmo tempo em que é simples. Bem, simples no sentido de enredo. Porque a animação em si, pelo menos pra leigos como eu, não é nada trivial. Assista primeiro, antes de continuar lendo:



The Clocktower conta a história de uma garota que na verdade, faz parte das engrenagens do tal relógio da torre. Mais do que uma simples engrenagem, a garota com seu vestido-engrenagem é o que move todo o resto, enquanto ela dança. E esse relógio não é exatamente um relógio comum, mas o próprio tempo.

Quando a garota resolve sair do relógio pra conhecer a cidade festiva, com seus balões coloridos, uma metáfora para as alegrias do mundo, tudo simplesmente pára e se torna cinza, sem cor. Pois sem o tempo pra continuar a ditar o ritmo da vida, tudo congela.

Entendendo a sua função no mundo, ela se resigna e volta para a torre. Pois ela entende que o fardo que ela carrega, a responsabilidade, o seu trabalho, é o que faz com que a cidade viva e os balões coloridos continuem a subir rumo aos céus. Mesmo que ela não possa desfrutar de toda a beleza que ela mesma torna possível.

O fardo dela é continuar a dançar, mesmo que ela apenas possa contemplar a alegria da cidade de longe, e que apenas alguns poucos balões soprados ao acaso pelo vento, cheguem as suas mãos.

Digam o que quiserem, mas eu acho esse tipo de sacrifício, triste, muito triste. Mesmo que os que têm tal fardo se resignem, isso não deixa de ser triste.

A animação foi muito bem feita, e a música, perfeita, só ela já passa boa parte sensação que o vídeo provoca.

Sem dúvida, entrou pra minha galeria de vídeos que me comoveram (e talvez eu não admita, mas que encheram os olhos de lágrimas... apesar de que não caiu nenhuma n_n).

Vídeo via Smellycat. Inclusive no post sobre o The Clocktower, tem um vídeo de making-of.

2008-05-30

Sonhos...

Sonhos...

São tão efêmeros, quando nos damos conta deles, já estão caminhando para o limbo nebuloso das profundezas do inconsciente.

Ou, quem sabe, estão todos guardados na biblioteca de Lucien, catalogados e organizados, acumulando poeiras das eras, pacientemente esperando para serem lidos por algum ilustre ser desconhecido, ou simplesmente deixados de lado.

De qualquer jeito, os sonhos se perdem para seus autores...

E essa tirinha do XKCD magistralmentet mostra isso:

(Clique para ver no tamanho original.)

Com o nome "Every Damn Morning", ou "Toda maldita manhã", reflete quase todos as minhas experiências oníricas. Quando vou escrever, contar, ou mesmo relembrar de um sonho, ele já escapou por entre os dedos.

Algumas raras vezes, no meio do dia, ou mesmo depois de alguns dias, uma cena me faz lembrar de uma parte do sonho... Mas isso é raro, e sempre são apenas alguns flashes do sonho...

Damn Morpheus!

2008-05-29

Música clássica

Apesar de não conhecer absolutamente nada de música clássica, compositores, orquestras, regentes e todo o resto, nem de conseguir perceber uma nota errada aqui ou acolá, eu gosto de ouvir música clássica de vez em quando, pra variar um pouco das músicas de anime. =P

Então hoje eu descobri o Musopen, um site em que você pode baixar músicas clássicas de graça. E totalmente legal, já que as músicas são todas domínio público ali.

E se você não souber de compositor/intérprete, e/ou quiser ouvir algo diferente, em vez de ficar baixando mp3s adoidado, pode clicar na rádio online do Musopen, que carregará um tocador e as músicas tocarão aleatoriamente. Eu, neste momento, estou ouvindo o mp3 Piano_Concerto_No._2_in_C_Minor_Op._18_-_I._Moderato.mp3.

Não me pergunte de quem é, nem o que significa cada C menor ou maior.

Mas que é legal, é, especialmente porque alguns desses clássicos são usados em filmes, e a gente nem se dá conta quando vê. E depois, descobre ouvindo as músicas, se lembrando dos filmes. =)

Dica via Tecnofagia - Música Clássica grátis.

2008-05-28

Cuide de sua caspa

Cuide bem dos seus cabelos, senão olha o que pode acontecer. Uma divertida campanha de publicidade de um xampu anticaspa (clique em cada imagem para aumentar):





Via Funtasticus.

2008-05-27

O que é ser um sucesso - by Max Gehringer

Transcrição do comentário do Max Gehringer para CBN, de 27/05/2008. Áudio original disponível no site da CBN.

O sucesso no mundo corporativo

Um ouvinte, gerente de uma grande empresa, está vivendo, como ele diz, "uma fase de questionamento de foro íntimo". E ele pergunta: o que é ser um sucesso no mundo corporativo?

Agradeço porque a consulta me permite resgatar um texto que escrevi faz tempo. Em síntese, o sucesso depende de como cada um define sucesso.

Por exemplo:

O pessimista: sucesso é algo que jamais me acontecerá.

O otimista: sucesso é algo que ainda não me aconteceu.

O tremendamente otimista: já comprei o livro "Sucesso em 3 passos".

O executivo*: sucesso é não ter de esperar na lnha.

O inconformado: sucesso é o que a vida está me devendo.

O conformado: se sucesso fosse caspa, pobre nascia careca.

O exagerado: sucesso é o que eu sempre fui.

O invejoso: o sucesso só vem para quem não merece.

O submisso: sucesso é qualquer coisa que meu chefe faz.

O chefe*: sucesso é convencer meus subordinados de que eu sou um sucesso.

A mãe: sucesso é o que meu filho um dia vai ser.

A sogra: sucesso é o que meu genro nunca vai ter.

O ambicioso: sucesso é o próximo passo.

O esnobe: o insuportável no sucesso é ter que ficar explicando.

O enigmático: sucesso é o que os outros pensam que eu não tenho.

O preguiçoso: sucesso até que é bom, mas dá muito trabalho.


O persistente: sucesso é uma questão de tempo.

O corrupto: sucesso até dá para conseguir, mas não vai sair barato.

O político*: sucesso é o que se promete e realidade o que se comete.

O acomodado: sucesso não traz felicidade.

O jovem: sucesso é o que eu vou ser antes dos 30.

O adulto: sucesso é o que eu vou ser antes dos 50.

O velho*: quando eu era jovem, o sucesso parecia mais fácil.

O hipócrita: sucesso nem é preciso ser, basta aparentar.

O hipocondríaco: eu só vou ter sucesso no dia em que isso for doença.

O megalomaníaco: sucesso é ser eu.

O místico: nós não escolhemos o sucesso, o sucesso é que nos escolhe.

O pragmático: o sucesso depende do ponto de vista de quem observa.

O humilde: é melhor ser o fracasso que come, do que o sucesso que passa fome.

O fatalista: sucesso, nem adianta ter, porque um dia vai acabar.

O aproveitador: sucesso é ser amigo de quem tem sucesso.

O erudito: sucesso é um trissílabo paroxítono.

O chato: e por falar em sucesso, eu por exemplo...

O cético: sucesso é coisa para filósofo.

O filósofo: sucesso é o que já temos, mas não sabemos dar valor.

Esse deve ser o caso do nosso ouvinte.

Max Gehringer, para CBN.


/***************************************************************

O texto ao qual o Max Gehringer se refere é O que é... SUCESSO, publicado na revista Você S.A. de abril de 2002. Abaixo, o texto de introdução da coluna:

Sucesso é um estado de espírito. A origem da palavra explica por quê: successus é o particípio passado do verbo latino succedere, "acontecer". Ou seja, sucesso é apenas um fato acontecido. Qualquer um, mesmo o mais banal. A maneira como situamos esses fatos no contexto de nossas vidas é o que nos dá a percepção, puramente pessoal, de "algo extraordinário". É por isso que cada um enxerga o sucesso de seu jeito...

* Essas linhas não estavam no comentário da CBN, mas estavam no texto original publicado na Você S.A. Decidi por colocá-las, porque são engraçadas.

2008-05-26

Helltube

O pai Arnapio avisou, esse negócio de Internet, youtube só vai levar a sua alma para o inferno. Veja e descubra como abrir os portões infernais, através do youtube:



Muito legal o vídeo, não? Mas nem adianta tentar, acho que fecharam as portas do inferno, deve ter dado um grande fluxo de salsinhas por lá.

Via 100nexos.

2008-05-25

Naruto e suas crianças problemáticas

Achei essa imagem pela net, feita pelo akureikarasu (que infelizmente fechou seu profile no devianart), que mostra algumas crianças de Naruto com seus problemas, hehehe.

(Clique para aumentar. Via CG Art World.)

Pra quem não manja inglês, a tradução (tirei partes de miguxês inglês):

Crianças de Naruto precisam de ajuda:

Uzumaki Naruto: hiperativo e daltônico. "Sério, que tipo de ninja veste LARANJA? E ainda por cima, com azul."

Uchiha Sasuke: EMO, e isso é tudo. "Meu irmão me odeia! Devo me cortar e colocar as fotos no Myspace... " (ou Orkut aqui no Brasil)

Haruno Sakura: obsessiva-compulsiva. "Saskay-kun! Saskay? Hai Saskay! Saskay-kuuuuun, LOL LOL Saskay-kun."

Sabaku No Gaara: pirralho irado e egoísta. "Pare de roubar o meu ar, droga! Desmembrar no Justsu!"

Hyuuga Neji: complexo de superioridade."Vocês são todos novatos. Todos são novatos menos eu, Neji, o maioral. Eu sou demais. Não tentem desafiar minha lógica divina."

Rock Lee: sem senso de moda... entre outras coisas. "Os brilhos da... juventude! O cabelo tigelinha da... verdade! A roupa colada do... amor!")

Nara Shikamaru: sem motivação, não importa o quê. "A vida é muito problemática. 14 horas e contando."

Inuzuka Kiba: crise de identidade. "Kiba, acredite em mim, você NÃO é um cachorro... CALE A BOCA! NÃO ME DIGA O QUE EU SOU! ARF!"

Yamanaka Ino: síndrome da garota adolescente. "Oh, Saskay-kuuun, eu estou bonita? Você SABE que eu estou, eu até fiz dieta e quase morri de fome por você."

Haku: não é um garoto.

Hyuuga Hinata: sem confiança. "NA-NA-NARUTO-KUN E-Então E-eu como posso dize... ARGH, EU NÃO CONSIGO FAZER ISSO! ASDGKHWPASDFH! *EXPLOSÃO*!"

Kankurou: falta de senso comum. "Cara. Você vive num deserto. É um milagre que essa roupa preta não te dê desmaios pelo calor."

2008-05-24

Street Fighter - The Later Years

Pra quem ainda não viu, Street Fighter - The Later Years é uma série de paródias feita pelo College Humor, imaginando como seriam os personagens de Street Fighter 2 alguns anos no futuro.

Alguns anos depois do torneio de Street Fighter, os royalties da Capcom pararam de fluir, e os ex-lutadores são forçados a terem empregos comuns, humilhantes para aqueles que já brilharam no mundo dos games. Dhalsim virou taxista, Zangief era um faxineiro num fliperama, etc... A história de The Later Years começa quando os dois se encontram e têm uma idéia: organizar um novo torneio!

A série de vídeos começou no final de 2006, e foi finalmente finalizada no começo deste ano.

Bem, o usuário do youtube OBrunoDF fez o favor de traduzir e legendar toda a série, pra quem não entende inglês:

Partes 1, 2 e 3:


Parte 4:


Parte 5:


Parte 6:


Parte 7:


Parte 8:


Parte 9:


Se alguma algum vídeo não estiver disponível, talvez o OBrunoDF tenha substituído o vídeo por uma versão mais nova, ou compactado, como fez com os 3 primeiros. Uma coisa legal é que conforme vão saindo comentários de alguns internautas sugerindo correções, ele vai mudando. Isso é que é trabalho colaborativo.

Bem, se algum vídeo não estiver disponível, é provável que você o ache no profile do OBrunoDf, que está no link no parágrafo anterior.

Ou se ainda preferir assistir ao original, aqui neste link do College Humor você acha todos os vídeos.

Vale muito a pena, é hilário!

2008-05-23

Pontualidade no mercado de trabalho - by Max Gehringer

Mais uma transcrição dos comentários do Max Gehringer, para CBN. Esta, de hoje, 23/08/2008, feriado pra muita gente. ;) O áudio original está no site da CBN.

Pontualidade no mercado de trabalho

Consulta sobre atrasos:

"Na empresa em que trabalho", diz um ouvinte, "os funcionários marcam ponto. Pequenos atrasos, de até 15 minutos, sempre foram considerados normais e ninguém dava bola para isso. Agora, entrou um novo gerente que é meio paranóico com relação a pontualidade. Usando os nossos registros de ponto, ele montou uma tabela, mostrando que no ano passado, mais de 200 horas de trabalho foram perdidas em função de nossos pequenos atrasos diários. E aí, o gerente implantou uma nova regra: os minutos de atraso passaram a ser somados. No fim do mês, para cada 15 minutos de atrasos acumulados, é descontada uma hora de salário. E eu pergunto: isso é justo?"

Bom, eu também sou a favor da pontualidade. É uma questão não só de produtividade, como também de respeito ao próximo. Mas no Brasil, raramente uma reunião começa na hora marcada e com todos os participantes presentes, porque alguém sempre aparece com uma ótima desculpa por ter deixado os pontuais esperando por ele. Porém, embora o argumento do gerente possa até parecer justificado, ele não tem qualquer amparo legal. A lei número 10.243, incorporada em 2001, ao artigo 58 da CLT, permite um atraso diário de 5 minutos, tanto na entrada quanto na saída.

Uma coisa que o novo gerente não considerou é o caso inverso: usando a lógica dele, um funcionário que todos os dias marcasse o ponto 5 minutos após a hora de término do expediente, poderia somar esses minutos no fim do mês e pedir horas extras. Mas a lei também não permite isso. A conta é sempre feita por dia, o que significa que os minutinhos a mais ou a menos não podem ser acumulados, na semana ou no mês. Porém, quem chega 6 minutos atrasado pode ter uma hora inteira descontada.

Em resumo, a lei é mole por um lado, ao tolerar um atraso de 5 minutos. Mas é dura pelo outro, ao permitir que o empregado que atrasou 6 minutos, trabalhe 54 minutos de graça.

Max Gehringer, para CBN.


/**********************************************************

Falando em pontualidade, me lembrei desse post do Muito Japão: Comprovante de Atraso, aonde ele comenta sobre "comprovantes de atraso", emitidos nas estações de trens, quando por algum motivo, algum trem atrasa. Esses comprovantes servem como um atestado pro chefe, justificando pequenos atrasos, em decorrência de atrasos nos trens.

Como os trens são um dos meios de transporte mais utilizados por lá (talvez perdendo somente para as pernas, hehehe), até faz sentido. Mas aqui, aonde um trabalhador de cidade grande tem que pegar trem-lotação-ônibus e ainda caminhar um bocado, isso é impensável. E fico do lado do trabalhador, pobre coitado que depende de ônibus nesse país é fod@!

Título das páginas no Blogger

O UsuárioCompulsivo postou outro dia uma ótima dica pra quem tem blog no blogspot, como Otimizar o título das páginas no Blogger, de autoria do Thiago do Blog dos Joguinhos.

A dica é pra mudar o título da página de cada post individual (título de html, aquele texto que aparece na barra do navegador), fazendo com que ao invés de aparecer o nome do blog em primeiro lugar, aparecesse apenas o titulo do post, exceto na página principal.

Eu, como ainda gosto que apareça o título do blog no post, peguei a dica e fiz uma pequena modificação, para o título de cada página aparecer no formato: TITULO_DO_POST - NOME_DO_BLOG.

Pra isso, siga as dicas que estão no post do UsuárioCompulsivo, mas ao invés de substituir pelo código do post, coloque este:

<b:if cond='data:blog.pageType == &quot;index&quot;'>
<title><data:blog.title/></title>
<b:else/>
<title><data:blog.pageName/> - <data:blog.title/></title>
</b:if>


Notem que o traço " - " pode ser substituído por qualquer outra coisa (válida, claro), como ":", um texto " falado por ", etc...

Cães e gatos gordos

As imagens dos macacos gordos de um zoológico no Japão andam espalhadas por diversos sites de notícias e blogs.


Se você ainda não viu todas as fotos, vá direto à fonte, no site do Daily News.

Sim, os macacos estão precisando de dieta. E já entraram, e vão segui-la se os visitantes do zoológico forem racionais o suficiente para não jogarem comida pra macacada.

Mas não são só os turistas no zoológico que alimentam demais os animais. Os próprios donos de animais de estimação, sobretudo cães e gatos, muitas vezes acabam exagerando na dose. E aí, olha só o que acontece:







(As imagens acima foram tiradas deste post do Funtasticus. Lá tem mais fotos de cães, gatos e outros animais de estimação gorduchos.)

Um caso que também ficou famoso foi o do "Garfield real", um gato italiano que é realmente um peso pesado:

(Fonte: Ananova.)

Tirando um ou outro caso de disfunção genética natural do animal, os donos deveriam saber que alimentar demais não é prova de amor ao bichinho. Provavelmente, se tiverem filhos, serão aqueles tipos de pais que irão encher os pimpolhos de presentes e coisas materiais, mas depois terão que chamar a supernany pra dar um jeito nos pirralhos mimados.

2008-05-22

Power of love - De volta para o Futuro

Sábado passado, no post Sessão da Tarde, eu falei sobre o cara que tinha colocado no youtube alguns clássicos filmes de sessão da tarde, com dublagem original.

Pois bem, naquele fim de semana assisti a um monte de filmes, e entre eles, De Volta para o Futuro, ou Back to the Future. O filme é muito bom, sem dúvida está na minha lista de 'melhores filmes'. E uma das coisas mais bacanas do filme é a trilha sonora, e em especial, a música tema, The Power of Love.

Interpretada pela banda Huey Lewis & The News, The Power of Love jé está praticamente entranhada na cultura pop. Especialmente se você viveu os anos 80 ;)

No youtube tem o clipe original, mas eu achei mais legal essa versão feita com cenas do filme:



Letra e tradução:

The Power of Love - O Poder do Amor

The power of love is a curious thing
Make a one man weep, make another man sing
Change a hawk to a little white dove
More than a feeling that's the power of love


O Poder do Amor é uma coisa bem curiosa
Faz um homem sofrer, faz outro homem cantar
Transforma um falcão em um pequeno pombo branco
Mais do que um sentimento, é o poder do amor.

Tougher than diamonds, rich like cream
Stronger and harder than a bad girl's dream
Make a bad one good make a wrong one right
Power of love that keeps you home at night


Mais duro que diamantes, rico como creme
Mais forte e mais intenso que o sonho de uma garota má
Transforma o malvado em bonzinho, transforma o errado em certo
O Poder do Amor é o que te mantém em casa à noite.

You don't need money, don't take fame
Don't need no credit card to ride this train
It's strong and it's sudden and it's cruel sometimes
But it might just save your life
That's the power of love
That's the power of love


Você não precisa de dinheiro, nem de fama
Não precisa de cartão de crédito pra subir nesse trem
É forte e repentino e às vezes é cruel
Mas pode salvar sua vida.
Esse é o poder do amor
Esse é o poder do amor.

First time you feel it, it might make you sad
Next time you feel it it might make you mad
But you'll be glad baby when you've found
that's the power makes the world go'round


Na primeira vez que você o sentir, ele pode te fazer triste
Na próxima vez que você senti-lo, pode te deixar louco
Mas voce vai ficar feliz, baby, quando encontrá-lo
É o poder que move o mundo!

And it don't need money, don't take fame
Don't need no credit card to ride this train
It's strong and it's sudden and it's cruel sometimes
But it might just save your life


Você não precisa de dinheiro, nem de fama
Não precisa de cartão de crédito pra subir nesse trem
É forte e repentino e às vezes é cruel
Mas pode salvar sua vida.

They say that all in love is fair
Yeah, but you don't care
But you know what to do
When it gets hold of you
And with a little help from above
You feel the power of love
You feel the power of love
Can you feel it?


Dizem que tudo no amor é justo
Sim, mas voce nem se importa..
Mas você sabe o que fazer
Quando ele vem pra você
E com uma pequena ajuda lá de cima
Você sente o poder do amor
Você sente o poder do amor
Pode senti-lo?

It don't take money and it don't take fame
Don't need no credit card to ride this train
Tougher than diamonds and stronger than steel
You won't feel nothin' till you feel
You feel the power, just the power of love
That's the power, that's the power of love
You feel the power of love
You feel the power of love
Feel the power of love


Você não precisa de dinheiro, nem de fama
Não precisa de cartão de crédito pra subir nesse trem
Mais duro que diamantes e mais forte que aço
Você não vai sentir nada até que o sinta
Você sente o poder, somente o poder do amor
Esse é o poder, esse é o poder do amor
Você sente o poder do amor
Você sente o poder do amor
Sinta o poder do amor.

Letra via eLyrics.

Homem admite ter feito sexo com 1000 carros

E eu pensando que conhecia muitas parafilias... Hoje vejo que o conhecimento é muito vasto, e que mesmo depois de ler o Dicionário Gump de parafilias, ainda existem muitas outras que eu não conheço.

Bem, li o artigo Man admits having sex with 1,000 cars, do jornal inglês Telegraph, e resolvi traduzi-lo aqui, para aqueles que não gostam ou entendem a língua de Shakespeare:

Homem admite ter feito sexo com 1000 carros

Homem que diz ter feito sexo com 1000 carros defende seus sentimentos "românticos" em relação aos veículos.

Edward Smith, que vive com sua atual "namorada" - um fusca branco chamado(a) Vanilla, insiste que não é "doente" e não deseja mudar.

(Edward Smith, ao lado de um Fusca bem conservado, uma de suas antigas 'parceiras'.)

"Eu aprecio a beleza e eu vou um pouco além, apreciando a beleza de um carro até o ponto em que o que eu sinto seja uma expressão de amor", ele diz.

"Talvez eu viaje um pouco, mas quando eu vejo filmes como Herbie (NT: mais conhecido pelo filme clássico 'Se Meu Fusca Falasse', que passava direto, antigamente, no SBT) e A Super Máquina, onde carros se tornam personagens amáveis e agradáveis, é simplesmente maravilhoso."

"Eu sou um romântico. Eu escrevo poesia sobre carros, eu canto para eles e converso com eles como se fossem namoradas. Eu sei o que tem dentro do meu coração e eu não tenho o desejo de mudar."

E ele complementa: "Eu não estou doente e não quero machucar ninguém, carros são só a minha preferência."

O senhor Smith, 57 anos, teve o seu primeiro relacionamento sexual com um carro aos 15 anos, e ele diz que nunca sentiu atração por mulheres ou homens.

Mas seu olhar ultrapassa os carros e vai para outros veículos. Ele diz que sua experiência sexual mais intensa foi "fazer amor" com o helicóptero do show de TV dos anos 80, Águia de Fogo.

(Ao lado do helicóptero.)

(NT: essa eu tive que procurar no Google, não lembrava dessa série velha.)

Assim como com Vanilla, ele passa regularmente um tempo com outros veículos - um Opal GT 1973, chamada Cinnamon, e um Ford Ranger Splash 1993, chamada Ginger.

Antes de Vanilla, ele teve um relacionamento de 5 anos com Victoria, um Fusca 1969 que ele comprou de uma família de Testemunhas de Jeová (NT: se a família soubesse pelo que o carrinho ia passar, provavelmente não teriam vendido, hehehe).

Mas ele confessa que muitos dos carros com que ele fez sexo, pertenciam a estranhos ou a showrooms (NT: será que isso seria qualificado como estupro, se alguém pegasse ele com o seu carro?).

O último relacionamento dele com uma mulher foi a 12 anos - e ele não conseguiu consumir o ato, apesar dele ter feito sexo com garotas quando mais jovem.


O sr. Smith, do estado de Washington nos EUA, se manteve silencioso sobre o seu fetiche por anos, mas concordou em ser entrevistado como parte de um documentário sobre "mechaphilia" (NT: não achei termo em português, será que seria "mecafilia"?). Ele é mostrado em um encontro com outros entusiastas da prática em um rally na California.

Conversando sobre como a sua paixão incomum se desenvolveu, sr. Smith diz: "É algo que cresceu como uma parte de mim quando eu era um garoto e eu não consegui retirar isso."

"Eu só amava carros meigos, bonitinhos, no começo, mas conforme os anos iam se passando, isso foi ficando mais forte quando entrei na adolescência e minhas necessidades sexuais surgiram."

"Quando eu fiz 13 anos e o famoso Corvette Stingray foi lançado, aquele carro era puro sexo e uma incrível máquina. Eu queria aquilo."

(Corvette Stingray)

"Eu mesmo não entendia direito aquilo, exceto que eu sei que não estou machucando ninguém, e nem pretendo isso."

Ele complementa: "Há momentos em que no meio do nada, eu vejo um carro estacionado e juro que ele precisa de amor."

"Houve certos carros que me atraíram e eu poderia esperar até o meio da noite, só para subir em cima deles e só abraçá-los e beijá-los."

"Não importa o que as mulheres façam, elas nunca me interessaram muito. E eu não sou gay."

O sr. Smith agora é parte de uma comunidade global de mais de 500 "amantes de carros", reunidos por fóruns na Internet.

/****************************************************************

Aposto que o Sr. Smith deve ter adorado esse filme da Pixar:


E não, você não está lendo este post no A Vida Secreta. Apesar de que logo logo a dona B. deva colocar uma nota nos seus sex drops.

Não coloque o CD no microondas...

... Ou veja o que acontece.

Durante:




E depois, com o CD:



E depois, com o microondas:



Vi no Damn Cool Pics, aonde inclusive tem um vídeo mostrando a maluquice.

2008-05-20

Jessica Alba - olhando firme

Já está rolando na Internet há algum tempo, este vídeo, em que a Jessica Alba faz a bricadeira de não piscar, só que olhando pra web cam.



O vídeo parece que foi uma resposta a um desafio via I beat you, um site em que você pode propor e aceitar os mais diversos desafios, e ir ganhando pontos e status e tal, além de ter aquela veia de rede social, com amigos, etc... No caso, um usuário desafiou a Jessica Alba e ela aceitou o desafio!

Verdade? Mentira? Jogada de marketing do site? Profile feito por asessores de imagem? Sei lá...

Só sei que a página de usuário da Jessica Alba no I beat you parece real, com alguns desafios, fotos, etc, tudo o que um usuário normal faria.

Bah, isso não importa! O que importa é que A JESSICA ALBA ROX!!!!


Eu adoro mulher de cabelo curto, mas a Jessica eu adoraria até careca!

Vídeo via Asttro, que por sua vez viu no Bombou na Web.

Promoção pen drive

A beeanka do SemCriatividade.com me intimou outro dia pra participar da promoção que ela está fazendo, em virtude do aniversário do blog dela.

O negócio é escrever um post dizendo o que a minha mãe faria com um pen drive. Bem, como a minha mãe não entende nada de computadores, ela não faria nada. Além disso, como ela não fica baixando nada da Internet, nem tem muitos dados. O máximo que ela faz é ver uns emails e jogar paciência =).

Bem, se o pen drive fosse 'bunitinho', ela até poderia usá-lo como decoração.

(Vai um sushi drive aí?)

Mas infelizmente o computador que ela usa é o meu antigo computador, que só tem entradas USB na parte de trás do gabinete. Aí, como objeto de decoração, o pen drive também não serviria.

Bem, acho que esse post não vai ganhar o prêmio (eu queria o segundo lugar ;) hehehe), mas tudo bem. Fora que eu sou brasileiro e deixo tudo pra última hora!

De qualquer maneira, Responda à pergunta SemCriatividade no seu blog também e concorra a dois pen drives!

Anime Saikano

Saikano, na verdade uma contração do nome original Saishuu-Heiki Kanojo, que traduzido seria "Namorada Arma Final", é um dos melhores animes que eu já assisti. Eu até pensei em fazer um review sobre a série, mas lá no animehaus tem um review muito bom sobre Saikano, então deixei pra lá, já que concordo plenamente com tudo o que está escrito ali.

Bem, eu acabei de fazer 3 posts com as músicas de Saikano que eu adoro, e no post da música Sayonara, eu já falei que esse foi um dos animes que eu mais me emocionei, tirando o anime teste-para-ver-se-vc-é-humano-pois-se-não-chorar-vc-não-é Túmulo dos Vagalumes.

O anime vai dosando bem dramaticidade, romance e um toque de comédia, até que nos últimos capítulos, a coisa descamba, e só dá drama.


Inclusive, na época em que eu baixei este anime (já faz um bom tempo, era época da conexão discada, Internet era só da meia-noite as seis da manhã ;) pra economizar), o fansubber (que eu não lembro qual era, mas que já deve ter se extinguido) deixou uma mensagem no começo do décimo ou décimo primeiro episódio. A mensagem dizia mais ou menos o seguinte:

Se você for muito sensível ou não gostar de dramaticidade total, pare de ver o anime neste episódio, considere este o último capítulo. Porque nesse episódio, as coisas ainda vão bem. Depois disso, você provavelmente vai se sentir miserável assistindo o anime.

Bem, não era com essas palavras, mas a idéia era essa.

Eu assisti a todos os episódios. E sim, os últimos episódios me fizeram sentir miserável, um trapo, deprimido mesmo.

Foi a primeira vez que eu chorei assistindo a um anime. (O Túmulo dos Vagalumes eu assisti bem depois.)


Mas mesmo assim, eu acho que Saikano é um dos animes obrigatórios para fãs de anime, e até mesmo para não-fãs.

Se quiser assistir, o AnimeTracker fez uma versão (que eu não vi). Lá no site deles tem instruções de como você pode baixar.

Ou se sua conexão for tosca, mas seu computador não, e você não se importar muito com qualidade, pode baixar do Hinata Sou aqui. É a mesma versão do AnimeTracker, mas com uma compressão bem maior, o que deixa o arquivo menor, mas claro, com perda de qualidade.

Agora, deixa eu ir dormir, que são quase uma hora da manhã e amanhã as seis eu tenho que estar de pé.

2008-05-19

Saikano - Yume miru tame ni

Depois de postar as músicas de abertura (Koi Suru Kimochi) e de encerramento (Sayonara), pra terminar, vou postar a música tema do personagem principal de Saikano, o Shunji (ou Shuu-chan, para os íntimos ;P).

A música é Yume miru tame ni, que pode ser traduzido como "Protegendo seus sonhos", ou "Pelo bem dos seus sonhos".

Essa música infelizmente eu não tenho o mp3, como as outras, então se quiser ouvir, só pelo youtube mesmo.



Eu acho essa música muito boa, bem leve, o que contrasta bastante com Sayonara, que apesar de eu amar, acho muito pesada (emocionalmente falando). Essa Yume miru tame ni tem um clima tão leve, escutá-la sempre me faz lembrar de um sábado ensolarado de tarde. =)

Abaixo, a letra e a tradução. Traduzi da tradução em inglês, que eu peguei (a letra também) do AnimeLyrics.

Yume miru tame ni - "Pelo bem dos seus sonhos"

Kimi ga yumemiru tame ni
Boku wa yoru wa mamoru wo
Kimi ga aisuru mono ni
Itsuka kitto boku waratte yukou


Pelo bem dos seus sonhos,
Eu te protegerei durante a noite.
Um dia eu certamente irei rir para você
Porque você ama isso.

Soba ni iru dareka wo Shinjiru nara
Hito wa kokoro dake de Ikiteru yukeru


Só de ficar perto de alguém, e acreditar nela,
Você viverá dentro do coração dessa pessoa.

Ashita ni mayotte toki wa
Yozore no chiizu wo hirai de
Kawaita umi no mukou de
Gin tsunaga umi wo ha koubo yo


O amanhã vai se perder no tempo.
O mapa da noite se perde
Conectado ao outro lado o mar seco
A lua prateada sobe e desce.

Kimi ga yumemiru tame ni
Boku wa yoru wa mamoru wo
Kimi no kanashimi dake ga
Kono sekai de boku no mune mo nurasu


Pelo bem dos seus sonhos
Eu te protegerei durante a noite.
A sua tristeza é a única coisa neste mundo
Que pode machucar meu coração.

Kimi ga yumemiru tame ni
Boku wa yoru wa mamoru wo
Kimi ga aisuru mono ni
Itsuka kitto boku waratte yukou


Pelo bem dos seus sonhos,
Eu te protegerei durante a noite.
Um dia eu certamente irei rir para você
Porque você ama isso.

Saikano - Koi suru kimochi

E já que postei a música de encerramento no post anterior, agora vou postar a música de abertura de Saikano, Koi Suru Kimochi, que pode ser traduzido como "Sentimentos de amor".

Infelizmente não achei no youtube a música completa, então vai só o vídeo de abertura do anime Saikano, que tem uma versão reduzida da música. Vale a pena ver, a abertura é graficamente muito bela.



Se quiser escutar a música completa, basta baixá-la, eu joguei ela no 4shared, link aí a direita.

E abaixo, a letra da música, pega do AnimeLyrics. A tradução eu fiz em cima da tradução deles pro inglês, então não ficou lá essas coisas (tradução de tradução é fod@)...

Koi Suru Kimochi - Sentimentos de amor

Kimi no soba ni iru dakede
Jibun no kokoro ga
Sono youni suna wo no nareru yo


Só de estar ao seu lado
Faz meu coração
Se tornar como areia.

Nandemo nakatta
Asa no sanpo michi te
Kimi to deatta
Itsumo to kawaranai asa no hazu ka


Não havia nada.
Na estrada onde eu caminhava de manhã
Eu me encontrei com você
É a mesma manhã que nunca muda

Doki dokishiteru

Meu coração está batendo forte.

Ishi no ni wa kimi ni no
Ashiwoto ga oi kakete
Kuru yo wo de
Nandomo furi mukina kara kimi no


Estou enfeitiçado por você.
Minhas pernas te seguem.
Eu te alcanço
E tremo quando olho na sua face

Tsukatta miteta

Eu tentei.

Atarashii koi no
Hajimari towa
Shirazu ni futari wa
Mienai koi no STORY ga hajimaru


O começo de um
Novo amor eterno.
Antes de sabermos,
Uma história de amor invisível começou.

Kimi no soba ni iru dakede
Jibun no kokoro ga
Sono youni suna wo no nareru


Só de estar ao seu lado
Faz meu coração
Se tornar como areia.

Kokoro ga midarete
Kuru no ga wakaru
Kimi hitori wo mamoru koto
Chikau yo chikau yo


Meu coração está confuso.
Eu sei porque eu vim:
Eu vou te proteger.
Eu juro. Eu juro.

Tomodachi ni machite
Hashaide iru kimi wo
Itsumo to wo kukara
Itoshii medemitsumete itai yo


Os amigos esperam por nós.
Eu estou sempre
correndo com você.
Eu quero te olhar com olhos apaixonados.

Kimi wa kizukanai

Você não nota.

Naitari warattari
okottari
Futari desu made wo
Noriko ete yuku jishin ga aru


Chorando e rindo,
Furioso,
Até estarmos juntos
Eu tenho confiança de superarmos.

Kimi ga sobani inaito
Kokoro ni suki mada
Aite youni kurushi ku naru


Quando eu não estou ao seu lado,
Eu ainda te amo no meu coração.
Se torna doloroso amar.

Dakara itsumademo
Hanaretakuwanai
Kimi hitori wo aisu koto
Chikau yo chikau yo


É por isso que eu nunca
Quero me separar de você.
Vou amar apenas você.
Eu juro. Eu juro.

Saikano - Sayonara

Este é o encerramento de Saikano. Acho que tirando O Túmulo dos Vagalumes (Hotaru no Haka), esse foi um dos animes que eu mais chorei, especialmente quando escutava a música de encerramento, Sayonara, que quer dizer Adeus.

No youtube, o melhor vídeo com a música 'Sayonara' de Saikano, que eu achei, foi uma montagem com as imagens do filme (sim, fizeram também uma versão live-action). E ficou muito bom, pra quem já viu o anime ou filme, o vídeo ficou como um resumão, perfeito, deixando boa parte da carga emocional de Saikano mais evidente ainda, com a canção rolando.

Essa música faz parte não só das minhas favoritas, mas daquelas músicas muito especiais. Aquelas músicas que desde a primeira vez que as escutei, já me marcaram.

E se alguém gostar e quiser baixar, deixei no meu 4shared de músicas de animes, link aqui na coluna a direita.



A letra e a tradução (do site animeblade):

Sayonara - Adeus

watashi no kokoro ni sukima ga aita
nemurenu yoru tameiki bakari
kizukanu uchi ni asa ni natte'ta


Havia um vazio em meu coração
Passei a noite sem dormir, apenas suspirando
E antes que me desse conta, já havia amanhecido...

anata no koe ga kikitakute
nukumori furetakute
anata e no omoi komiagete kuru
namida afureru


Querendo ouvir sua voz
Querendo sentir seu calor
Os sentimentos por você se formam
Minhas lagrimas cairam...

Sayonara itoshii hito
mada wasurerarenai anata no koto
Sayonara no hitokoto de owatte shimau nante... kanashii yo


Adeus, meu amado
Ainda não consigo me esquecer de você
Adeus, é tão triste quando tudo termina com esta palavra...

fuanna toki ni wa anata ga ite
yasashiku te o nigitte kureta
watashi o zenbu tsutsunde kureta


Quando estava ansiosa, você estava lá
Gentilmente apertando minha mão
Me embaraçando completamente

deatta koro ni modoreta nara
nando mo nando mo omoi
tanoshikatta hibi ga ima ja setsunai
Don't let me alone


Se pudesse voltar quando nos conhecemos
Pensei tantas vezes
Como naqueles dias felizes seriam tão dolorosos hoje
Não me deixe sozinha

Sayonara itoshii hito
mada owarasetakunai kono koi o
Sayonara no hitokoto ga kono yo ni
nakunatte shimaeba ii no ni


Adeus, meu amado
Não quero deixar meu amor acabar ainda
Adeus, se apenas essa única palavra desaparecesse desse mundo

Sayonara itoshii hito
mada wasurerarenai anata no koto
Sayonara no hitokoto de owatte shimau nante... kanashii yo


Adeus, meu amado
Ainda não consigo me esquecer de você
Adeus, é tão triste quando tudo termina com esta palavra...

2008-05-18

Supernatural - 3ª season finale - Goodbye Bela

E continuando a falar sobre a season finale da terceira temporada de Supernatural...

ATENÇÃO, CONTÉM SPOILERS!

Continue a ler por sua conta e risco, eu avisei!

Bem, não é propriamente spoiler do último episódio, mas do penúltimo. Neste episódio, que antecede a season finale, vemos finalmente quais são as reais motivações da personagem Bela Talbot, interpretada pela também bela atriz Lauren Cohan.

(Lauren Cohan, ela é ou não é Bela? Belíssima.)

Bela é uma ladra e comerciante de itens raros, vários deles místicos. Não tem muita consciência, e engana os irmãos Winchester algumas vezes nesta temporada. Mas apesar de tudo, não se pode dizer que ela era uma inimiga, até houveram ocasiões em que ela ajudou Dean e Sam:


(Imagens pegas deste post do Daemon's TV.)

As coisas até que iam mais ou menos, até que ela dá o maior golpe nos irmãos, roubando o revólver Colt especial, que era capaz de matar qualquer coisa, de vampiros a demônios (matá-los mesmo, porque o exorcismo só manda eles de volta ao inferno).

Voltando ao penúltimo episódio, nele, enquanto Sam fica caçando um médico/alquimista que descobriu o segredo da imortalidade, Dean vai atrás de Bela, e depois de conversar com outro caçador aposentado, a encontra. Bela não está mais com o revólver, e Dean quase perde a cabeça com a linda, ops, Bela ladra:




Ele vai embora, porque percebe toda a verdade: que Bela fez um contrato com um demônio, e o agora pacto está vencendo. Por isso ela havia roubado o Colt, pra tentar barganhar com o demônio. Mas o que ela não contava era que além da arma, o demônio ainda queria a cabeça de Sam e Dean.

Bela até vai no hotel, mas os irmãos já haviam vazado há algum tempo. E no final, uma conversa ao telefone, onde Bela admite tudo. E ainda dá uma dica, em meio ao arrependimento por não ter procurado ajuda: o demônio que detém todos os pactos, é Lilith, a mesma que quer a cabeça de Sam numa bandeja.




Meia noite. Uivos dos hellhounds. A cobrança não tarda um segundo... e o episódio termina, deixando espaço para a season finale, que eu já comentei (com spoilers) neste outro post.

Bem, assim como o caso de Katie Cassidy (a Ruby) que eu falei no post anterior, Lauren não deve retornar na quarta temporada de Supernatural. A não ser alguma participação especial, já que a alma dela está no inferno, mesmo lugar que o Dean.

Uma pena também, acabaram matando todas as gatas de Supernatural. Gatas e Belas. =P

Supernatural - 3ª season finale - No more Ruby

E continuando a falar sobre a season finale da terceira temporada de Supernatural...

ATENÇÃO, CONTÉM SPOILERS!

Continue a ler por sua conta e risco, eu avisei!

Essa temporada de Supernatural foi pródiga* em mulheres bonitas fazendo aparições especiais. Uma delas é a endemoniada Ruby:

(*Pródigo: pra quem não sabe, significa gastador, esbanjador...)

(Sim, ela tem o demônio no corpo).

Interpretada pela bela atriz Katie Cassidy, Ruby aparece para ajudar os irmãos Winchester. Com qual intenção, não fica muito claro, mas se formos acreditar nas palavras dela (o que não se deve fazer, não acredite em demônios, eles mentem muito), ela só quer mesmo ajudar Dean e Sam, e chutar o traseiro de uma demônio mais poderosa, Lilith (que segundo li, em algumas lendas é a primeira mulher safada de Adão).

(Katie entrando na personagem - Não faz cara de mau que eu gamo!)

Bem, infelizmente como vimos no último episódio da terceira temporada de Supernatural, a atriz Katie não deve aparecer mais.

No final do episódio, a demônio-todo-foderosa Lilith "rouba" o corpo que Ruby estava usando, mandando a Ruby para sabe-se-lá-aonde.

(Lilith quando se mostra demônio, tem os olhos brancos, ao invés dos olhos negros dos demônios 'comuns' - só pra mostrar que ela é a manda-chuva.)

Depois de se revelar no corpo de Ruby e dominar os irmãos, Lilith tira uma casquinha de Sam:




Mas de alguma maneira, depois do Dean ser estraçalhado pelos Hellhounds (os cães infernais) e parar em um lugar nada agradável, como falei no post anterior, Sam consegue escapar do controle de Lilith:


Percebendo que vai levar a pior, ela resolve fugir:

(A escapada do corpo é a clássica fumaça preta a la Monstro-Fumaça-de-Lost, indo por algum duto de ventilação.)

Como o corpo da Ruby já tinha levado até tiro, o que a mantinha 'viva' era o demônio. Ele saindo, ela morre também:

(Estirada, ao lado do corpo de Dean. Provavelmente, não veremos Katie na quarta temporada - infelizmente...)

Bem, apesar de ser uma demônio, eu era fã da Ruby. Uma pena que Katie Cassidy não deve voltar mais. Eu adorava o jeito sacana da loirinha, aquele olhar dela caiu perfeito no papel.

Bem, resta agora a esperança que Ruby volte no corpo de outra mulher, já que como demônio, ela pode possuir outra loirinha gostosa, ou uma morena talvez =P (mas que será difícil substituir a atriz Katie no papel, será).

Blog Widget by LinkWithin