2008-03-30

Mais fotos engraçadas (ou não) de gatos

Pra terminar esse domingo que não foi muito proveitoso, e deixar o começo de semana mais alegre (ou não).

(Ui, bem na ponta do nariz...)

(Pássaros abusados.)

(Flexível...)

(Fala aí, esse jogo de luzes ficou bom, hein.)

(Invadindo um momento de privacidade.)

(É tão relaxante...)

(O gato do bule.)

(O que será que ele fez?)

(Hum, que soninho bom...)

(Esse aí é corajoso!)

(Que lugarzinho bom, hein?)

(Olha só a folga.)

(Todo mundo dormindo junto.)

(Olha eu!)

(Onde está Wally?)

(Alguém vê um fio dental aí.)

(Por favor, por favor, por favoooorrrr...)

(Aaah, na água não!)

(Ô tio, me dá uma carona aí.)

(Prestando homenagem.)

(Athos, Pothos e Aramis.)

(Uma dupla inusitada!)

(Que fominha...)

(Eu tô te falando que não é essa a resposta!)

(Esse cachorro vai ver só!)

(Pocket cats!)

( =D )

(Todo mundo na cama!)

(Com o lápis em torno da mão eu me dou uma luva...)

2008-03-29

BigDog - Logo logo os robôs dominarão o mundo

BigDog é um robô criado pela Boston Dynamics, que possui movimentos muito próximos dos de seres vivos. Ele tem quatro "pernas", que dão uma estabilidade incrível ao robô. Aliás, estabilidade e destreza parecem não faltar a esse robô.

Dêem uma olhadinha nesse vídeo, e depois me digam que não ficam impressionados:



Imaginem bichinhos como esses, andando no meio de terrenos acidentados, carregando por exemplo, munição e suprimentos no meio de uma guerra, por exemplo. Ou ainda mais longe, carregando armas e atirando, carregando outro robô especializado nas suas costas.


Não devo ser o único a pensar nisso, já que o programa que criou esse robozinho é financiado pela DARPA, a Agência de Pesquisa Avançada de Defesa Americana (se você não sabe, a Internet nasceu dos fundo$$$ dessa agência).

Estaríamos presenciando o nascimento dos guerreiros da Skynet?


Para saber mais sobre o BigDog, acesse a página do robô na Boston Dynamics. Aproveite e veja também os "irmãos" do BigDog, em especial o LittleDog e o RHex.

Vídeo via Kirainet.

2008-03-28

Tirinha econômica - e o post 400!

Bem, esse não é o post 400, foi o anterior. Mas como eu nem tinha reparado, vou comemorar aqui mesmo =D

E abaixo, vamos com mais uma tirinha. Como devem saber, a arte é da nossa companheira ciyamane.


Essa tira é inspirada em muitos casos reais. Aliás, a maioria das pessoas, se não fala, faz como a mulher da tira.

2008-03-27

Sob pressão, adultos têm mais dificuldades para aprender um idioma estrangeiro - by Max Gehringer

E aproveitando o embalo... Mais uma transcrição dos comentários do Max Gehringer, para CBN, do dia 27/03/2008 (disponível via podcast).

Esta descrição eu só fiz, porque a colega desenhista/designer comentou que não sabia inglês e ouvindo o comentário, lembrei dela (apesar dela ter feito todos os módulos básicos do CCAA, o que prova que nem todo mundo não se esquece do que aprendeu no CCAA, e que o segredo do CCAA é entrevistar as pessoas certas para fazer a propaganda, hehehe).

Sob pressão, adultos têm mais dificuldades para aprender um idioma estrangeiro

O nosso ouvinte César tem 38 anos e decidiu que já passou da hora de aprender inglês. Mas, apesar de já ter feito inúmeras tentativas nos últimos dois anos, o César não consegue aprender inglês. E pergunta se existem escolas de inglês especializadas em ensinar adultos, já que em todas as escolas que o César frequentou, as classes são compostas por jovens.

Bom, ao que eu saiba, não existem escolas somente para adultos. Uma opção seria o César contratar um professor particular, mas deduzo que ele tenha pensado nessa hipótese, e desistido dela talvez por causa do preço.

Porém, o problema não é bem esse. No caso de idiomas, seja inglês ou qualquer outro, quanto menor for a idade, mais fácil é o aprendizado. Crianças aprendem mais facilmente que jovens, jovens mais facilmente que adultos e por aí vai. A questão é que o jovem tem menos receio de errar. E quando erra, leva na esportiva. Ele ri, os colegas riem também, e a aula continua.

Um adulto, principalmente quando rodeado por jovens, sente-se na obrigação de acertar sempre. Quando diz algo errado e provoca risos, ele prefere ficar calado a correr o risco de errar novamente. Por isso, o adulto acaba tendo duas preocupações de uma só vez: a de aprender o idioma e a de se fazer respeitar. E é exatamente essa pressão, que o próprio adulto se impõe, que atrapalha o aprendizado. Portanto, não é uma questão de incompetência nata para aprender. É uma questão de saber lidar com o lado emocional. Ao frequentar um curso, o adulto precisa se convencer de que tudo o que ele conseguiu fora da classe, como cargo, salário, experiência profissional, não tem valor dentro da classe.

Portanto, César e outros adultos na mesma situação do César, a sugestão é simples: relaxem e comecem a rir dos próprios erros. Em um ano, no máximo, vocês já estarão gargalhando fluentemente em inglês.

Max Gehringer, para CBN.

Prestação? Não, obrigado - 'Preciso de prestação para juntar dinheiro' é frase muito popular no Brasil - by Mauro Halfeld

Estava ouvindo o podcast do comentário do Mauro Halfeld para CBN de hoje, 27/03/2008 (disponível no site da CBN) e resolvi transcrevê-lo aqui.

Eu particularmente não compro nada com prestações. Mas eu sou minoria.

'Preciso de prestação para juntar dinheiro' é frase muito popular no Brasil

Eu ouvi de um bem sucedido executivo de 47 anos que todo o patrimônio que ele conseguiu fazer, ele obteve graças a dívidas. Ele assume que tem uma dificuldade em poupar, e confessa que gosta de ter prestações pra pagar. Por isso ele financiou um apartamento, só compra carros financiados e acaba de entrar num consórcio para sua filha.

"É, preciso de uma prestação pra juntar dinheiro." Essa frase é incrivelmente popular no Brasil. Qual é o lado ruim dessa estratégia? Fácil, você acaba pagando muito em juros. Ao contrário, quem consegue poupar e colocar o dinheiro pra render, usuflui uma renda extra que vai facilitar muito na compra de um carro novo ou na troca de um apartamento.

Quem precisa da muleta das prestações pra andar, paga muito caro no Brasil, e acaba tendo muito menos dinheiro pra gastar. Quem inverte o processo, poupando antes pra comprar a vista depois, impõe regras aos vendedores e acaba obtendo descontos muito interessantes. A recompensa pra quem se controla e tira juros do seu capital é muito grande aqui no Brasil. Ao contrário, a punição pra quem depende de crédito é muito forte.

É, meu amigo, pense na hipótese de virar essa mesa, deixando de ser devedor para a seguir, sentir o agradável sabor de ser um investidor. O primeiro passo é controlar as suas despesas e gastar menos do que você ganha. Óbvio, e sem contra-indicações. É só começar.

Mauro Halfeld, para CBN.

Propagandas sem URL

Antes, pra quem não sabe, URL é o que você escreve na barra de endereço do seu navegador, que esperamos que seja o Firefox. É o que chamamos de endereço da página.

É comum vermos em propagandas das empresas, a URL do site delas em algum lugar, especialmente em cartazes. Entretanto, como os melhores endereços estão cada vez menos disponíveis, os endereços muitas vezes podem acabar sendo difíceis de serem lembrados. Fazer o que então?

Lá no Japão, o povo descobriu a resposta. Em vez anunciar o endereço do site, anuncie palavras-chave, que pesquisadas, irão retornar o site em primeiro lugar, ou pelo menos na primeira página. Veja que é muito mais natural você memorizar algumas palavras relacionadas, do que o monte de WWWs, especialmente se a pessoa não tem familiaridade com computadores e Internet.

Veja abaixo alguns desses anúncios, postados no Cabel´s Blog Lol (em inglês). Lá tem mais alguns, mas se você não lê em japonês, não vai adiantar muito =P.

(Se meus olhos não falham, tá escrito "Vacation Package", ou "pacote de férias", na caixa de procura, em alfabeto japonês - katakana)

(OK, essa aí é fácil).

(OK, esse aí eu não sei se seria Panquick ou Banquic - a letra tá pequenininha lá, mas desconfio que seja o segundo, já que procurando no Google JP, encontrei esse site, o qual não entendi absolutamente nada.)

(Esse aí eu nem tentei...)

Via Circuito Integrado, da Folha.

Conselho de um velho apaixonado

Recebi por email, e achei muito bonito, quase que saem lágrimas dos olhos. Só não sairam porque sou uma pessoa seca e mal humorada. XD

Conselho de um velho apaixonado

Carlos Drummond de Andrade

Quando encontrares alguém e esse alguém fizer teu coração parar de funcionar por alguns segundos, presta atenção: pode ser a pessoa mais importante da sua vida.

Se os olhares se cruzarem e, neste momento, houver o mesmo brilho intenso entre eles, fica alerta: pode ser a pessoa que tu estás à espera desde o dia em que nasceste.

Se o toque dos lábios for intenso, se o beijo for apaixonante, e os olhos se encherem de água nesse momento, percebe: existe algo mágico entre vocês.

Se o primeiro e o último pensamento do teu dia for essa pessoa, se a vontade de ficar juntos apertar o coração, agradece: algo do céu te mandou um presente divino – o Amor.

Se um dia tiveres que pedir perdão um ao outro por algum motivo e, em troca receberes um abraço, um sorriso, um afago nos cabelos e gestos valerem mais que mil palavras, entrega-te: vocês foram feitos um para o outro.

Se por algum motivo estiveres triste, se a vida te deu uma rasteira e a outra pessoa sofrer o teu sofrimento, chorar as tuas lágrimas e enxugá-las com ternura: poderás contar com ela em qualquer momento da tua vida.

Se conseguires, em pensamento, sentir o cheiro da pessoa como se ela estivesse ali do teu lado... se achares a pessoa maravilhosamente linda, mesmo ela estando de pijama velho, chinelos de dedo e cabelos emaranhados... se não conseguires imaginar, de maneira nenhuma, um futuro sem a pessoa ao teu lado... se tiveres a certeza que irás ver a outra envelhecendo e, mesmo assim, tiveres a convicção que vais continuar louco por ela... se preferires fechar os olhos, antes de ver a outra partindo: é o amor que chegou na tua vida.

Muitas pessoas apaixonam-se muitas vezes na vida, mas poucas amam ou encontram o amor verdadeiro.

Às vezes encontram e, por não prestarem atenção nesses sinais, deixam o amor passar, sem deixá-lo acontecer verdadeiramente. É o livre-arbítrio.

Por isso, presta atenção aos sinais. Não deixes que as loucuras do dia-a-dia te deixem cego para a melhor coisa da vida: o Amor!!! Ama muito... Muitíssimo....

2008-03-26

Mais uma caneca

Pra terminar as postagens de hoje, que eu já tô quase caindo de sono...

Chegou a caneca-prêmio da promoção dos 20 mil acessos do querido blog das meninas Cafeína e Niquinha, o Bebendo Fumaça.


Não reparem na foto não, a máquina é ruim, o cenário é ruim, o fotógrafo é pior ainda. Mas tá aí o registro.

Só não deu pra tirar uma foto com as três canecas-bebendo (duas eu já tinha comprado) porque uma tá no trampo...

Naomi Watts

Naomi Watts é uma atriz versátil, e que tem diversificado a sua carreira. Você tanto pode lembrar dela pelos filmes de terror japonês-copy, The Ring, ou então mais recentemente, pelo papel de gorila-lover da versão Peter-Lord-of-Rings-Jackson King Kong.

Mas você também pode se lembrar dela por filmes mais cult, alternativos, como 21 gramas (que eu ainda não assisti, shame on me), o maluco Mulholland Drive (nesse filme, ela está MUITO gata) ou mais recentemente, Eastern Promises (que eu não lembro o nome em português, e que eu não fui ver no cinema porque a única sessão era a última, e eu sem muita grana, não tava a fim de pagar mais caro a entrada - porque depois das cinco é mais caro - e ainda voltar a pé pra casa, lá pela meia-noite. Mas tudo bem, já que o torrent tá na fila =P).

Bem, o intuito aqui não é fazer uma biografia, nem uma filmografia desta bela mulher, que você pode facilmente encontrar na Wikipedia (na entrada dela, em português: Naomi Watts), ou mesmo no IMDB: Naomi Watts.

Este post foi motivado por esta galeria de imagens dela, que eu vi lá no Ueba. Como eu sou fã dessa mulher (linda), resolvi colocar algumas imagens dessa galeria por aqui.



Eu gostei particularmente dessa primeira foto. Clique nela para aumentar, e ver melhor os detalhes. Nesta foto, podemos ver uns pés-de-galinha nela. Nada anormal, já que ela vira quarentona esse ano (nascida em 1968). Eu acho até que esses pequenos "defeitos" (eu prefiro chamá-los de características, ou marcas) dão um toque especial na foto, humaniza, o que é bem raro nesses dias de FotoChope(c).

Bem, vou parar de escrever por aqui, e deixar o que é melhor, a galeria de fotos. Mas não sem antes deixar registrado: que mulher linda, essa Naomi Watts!!! =D
















Blog Widget by LinkWithin